Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

amulherqueamalivros

TAG HALLOWEEN

PERGUNTAS:

1) O que você não gostaria de encontrar a noite em uma floresta?

2) Qual o seu monstro ou vilão favorito?

3) Qual foi a coisa mais assustadora que já aconteceu quando você estava sozinha?

4) Se te desafiarem a dormir numa casa mal assombrada, você toparia?

5) Você é supersticiosa?

6) Você acredita em universos paralelos?

7) Você se assusta facilmente?

8) Você iria em um cemitério a noite?

9) Você prefere ir em uma festa de halloween vestida de monstro ou uma festa a fantasia vestida bonitinha?

10) Em um filme de terror você é a menina que morre primeiro, a sobrevivente ou a assassina?

11) Com quantos anos você assistiu seu primeiro filme de terror?

12) Qual foi a primeira fantasia de halloween que você usou na vida?

13) Se você pudesse ter um animal de estimação de halloween qual seria: um gato preto, uma coruja, um morcego ou um lobo

 

goodreads twitter instagram facebook

DE 5 EM 5 + LEITURAS EM ANDAMENTO ( 37)

 

Mais um vídeo onde falo nas ultimas leituras concluídas e no que ando a ler.

Estão interessados em ler algum? O que andam a ler? Partilhem comigo!


Livros lidos mencionados
“Menina Boa Menina Má”, Ali Land
“O Caminho Imperfeito”, José Luís Peixoto
“A Luz da Noite”, Graham Moore
“Origem”, Dan Brown
“A Carne”, Rosa Montero


NOVIDADE | "O LIVRO DE EMMA REYES" | EMMA REYES

O Livro de Emma Reys_small.jpg

 

Viciada em livros de não fição aguardo ansiosamente por este livro para partilhar convosco a minha experiência de leitura. Espero um grande livro. Já está nas livrarias. 

 

SINOPSE

O Livro de Emma Reyes – Memória por Correspondência relata as memórias da duríssima infância – de abandono e exploração – da pintora colombiana Emma Reyes.  É também uma história de superação de inimagináveis circunstâncias por parte de uma mulher conduzida pela sua vontade férrea de liberdade.

Quando surgiu pela primeira vez na Colômbia, em 2012, quase dez anos após a morte da autora, esta autobiografia epistolar foi imediatamente considerada como um clássico. Em 23 cartas dirigidas ao amigo Germán Arciniegas, Reyes conta a história da sua infância e juventude, sem artifícios nem sentimentalismos, mas com competência e encanto narrativo raros. Publicado em mais de uma dezena de países, o livro conta com introdução de Leila Guerriero e dois textos finais, um por Gérman Arciniegas e outro por Diego Garzón.

Esta é uma correspondência capaz de transcender o tempo em que foi escrita, fixando os contornos de uma vida excecional.

"A CARNE" | ROSA MONTERO

share_241_171017170619.png

 

O contraste de duas pessoas perante o abandono e o amor. 

 

O gigolô Adam é contratado para fazer ciúmes ao ex marido de Solelad num evento de arte. De forma subtil acabar por invadir a vida desta mulher insegura. Durante o prazer e conversas fugidias as histórias entrelaçam-se num sofrido sentimento de solidão. A necessidade de amor ou uma simples companhia acaba por juntar este improvável casal . Solelad é uma mulher madura com extremas inseguranças em relação a si mesma. E na verdade, não é tão madura assim. Desde crises de meia idade a lutas com a razão ela transmite energias negativas durante todo o livro. A nível profissional é segura e muito disciplinada. Mas as aparências iludem. Os seus medos são extremamente expostos após o fim da sua relação, sobretudo com a vida bela das pessoas à sua volta. Ela tem 60, não tem filhos (nem quer), nem aparentemente uma vida amorosa dentro dos padrões.

 

Este livro foi uma experiência de leitura angustiante. Nunca senti simpatia pela Soledad, nem entendi as suas motivações. Também nunca a julguei, apesar das atitudes que demonstram um enorme desequilíbrio emocional. Nem o rumo que a autora decide dar à história me convenceram. O melhor deste livro são os apontamentos relativos aos escritores malditos que faz parte de um projeto da Soledad. Uma ideia absolutamente interessante que merecia todo o protagonismo.

 

Pensei muito no mundo injusto construído para julgar as mulheres. As mulheres que não querem ter filhos e ainda são muito criticadas. Não podem simplesmente dedicar a vida à carreira, nem estar sozinhas. São trocadas por mulheres mais novas por homens que não suportam a ideia de ficarem velhos. A carne marcada pela vida, atingida inevitavelmente pela idade pode transformar o rosto e não transformar a alma. A loucura presa a fantasmas e uma grave necessidade de amor. 

 

O desenvolvimento do casal pouco convencional deixa muito a desejar. Com cenas incoerentes, parecidas com um argumento de uma comédia romantica fiquei um bocadinho desiludida depois de tantos elogios à escritora espanhola Rosa Montero. No entanto, não vou desistir dela. Apesar das personagenas gostei das reflexões consequentes desta história e fiquei imersa na leitura. Nada é bonito neste livro, nem é para ser. A verdade pode provocar repulsa. 

 

Não foi o livro certo para começar a ler Rosa Montero. Tenho ainda na estante "Instruções para salvar o Mundo", editado também pela Porto Editora.

 

(livro cedido pela editora)

LIFE IS MIXTAPE | DUSK TILL DAWN | ZAYN FEAT SIA

 

 

Existem músicas que despertam em mim sentimentos tristes, felizes e profundamente emocionantes. É o caso de "Dusk Till Dawn" (Feat Sia), do ZAYN.

 

Quando os meus olhos bateram neste videoclip na tarde de sábado fui atingida pelo poder da minhas lembranças carregadas de sentimentos. Foi como abrir uma espécie de baú cheio de fotografias e encontrar aquilo que já fui. E ainda sou, em menor quantidade. Aquela menina que ama o pôr do sol e acorda mais cedo que o planeta para encontrar os primeiros raios de sol. Aquela destemida de amor e apaixonada pela vida. Aquela que preparar o terreno para o amor, que entrega tudo na mão da paixão e do perigo. Que adora a vida entre altos e baixos, porque assim tem mais graça. No entanto, hoje prefiro os abraços e menos aventura. 

 

 

O ambiente deste videoclip é obscuro. Muito escuro também. O amor no limite, na corda bamba entre perseguições e perigos. Até bombas mete.  As vozes do ZAYN e da Sia ficam lindas, combinam bem. Aliás, o ZAYN conquistou-me com as suas últimas músicas. Gosto praticamente de todas. Tem escolhido bem as parceiras, o menino é esperto. Taylor, Sia. E depois aquela carinha laroca, com aquela voz. Adoro!

 

Bem esta é a música deste mês. Em modo repeat porque eu gosto muito destes dois. E sinceramente acho que este menino vai longe. 

 

O que acham desta música e do percurso do ZAYN?

goodreads twitter instagram facebook

LER OS NOSSOS | 2ª EDIÇÃO

 

 

 

LER OS NOSSOS.jpg

 

 

Estava cheia de vontade de partilhar o anúncio da 2ª edição de Ler os Nossos. O ano passado foi a 1ª edição e correu muito bem. Foram divulgados muitos autores portugueses e partilhadas diversas opiniões. Em Novembro também é o aniversário do blog e do canal A Mulher que Ama Livros, acaba por ser uma forma de celebrar convosco esta data. 

 

Qual é o objectivo do projeto? Divulgar o que é nacional, trocar ideias sobre o que está a ser escrito no nosso país, sair da zona de conforto (para alguns) e o mais importante, incentivar alguém a ler literatura portuguesa. 

 

Para participar é muito simples: basta ler um livro de um autor português e partilhar a sua opinião (no blog, canal, conta goodreads,instagram,facebook) com a hashtag #lerosnossos. Semanalmente vou partilhar todas as opiniões no blog como fiz o ano passado. As minhas leituras durante o projeto são exclusivamente títulos de autores portugueses. E até o Clube dos Clássicos Vivos terá uma participação, isto porque os títulos para votação serão somente portugueses. Dia 20, esta semana, começa a votação no Goodreads

 

Como aconteceu no ano passado vamos ter uma leitura conjunta de Saramago. Este ano escolhi o título "O Homem Duplicado" para eu ler. É uma espécie de projeto dentro de outro projeto. Adoro o meu projeto "Ler Saramago". Escolham o título que quiserem e juntem a nós. Podem ver este vídeo sobre o autor de forma a escolherem o título de acordo com a vossa personalidade. Sem medos, Saramago é um autor incrível. Também estou a preparar um ESPECIAL LITERATURA PORTUGUESA com outros canais literários. Vamos ter recomendações brutais! 

 

Este ano vamos ter um sorteio exclusivo para todos os participantes. Preparem-se, vou oferecer dois prémios este ano. Um será sorteado entre todos os participantes e o outro será para a minha opinião preferida. Vou preparar um vídeo para revelar mais detalhes. 

 

Entretanto pensem com carinho sobre este projeto de leitura. É uma ótima forma de divulgar o vosso blog/canal, sair da zona de conforto e ainda divulgar o trabalho feito pelos nossos. Vamos ler os nossos?

 

goodreads twitter instagram facebook

"O SENHOR IBRAHIM E AS FLORES DO ALCORÃO" | ERIC-EMMANUEL SCHIMITT

IMG_20171013_145457_HDR.jpg

 

Na 3ª edição, a editora Marcador lança agora esta história com uma capa nova. Uma capa que melhorou bastante com esta decisão. Através de alguma pesquisa descobri que esta história já serviu de argumento para uma peça de teatro em vários países, mais de 50. Portugal incluído. Podem ver alguns vídeos espalhados por aí.  Não sei se reconheceram de imediato o nome do autor, ele é o autor do conhecido livro "Óscar e a Senhora Cor-de-Rosa".  

 

Este livro conta a história de um homem e um rapaz.  Passa-se na década de 60, num bairro pobre em Paris, na rua Bleue. Temos o Moisés, o menino de judeu de seis anos e o Sr. Ibrahim, um vendedor árabe. Apesar das diferenças culturais e religiosas vão criar uma relação de amizade baseada na solidariedade. Vão transformar a vida um do outro através de ensinamentos e gestos. Apesar das diversidades ambos conseguem sorrir e fazer da vida um lugar mais feliz. Transformam palavras tristes em aprendizagens. 

 

São apenas 69 páginas numa história que condensa o melhor que uma amizade pode ter. É uma pena ser tão curto. Senti falta de maior desenvolvimento para criar uma ligação com as personagens. Tudo acontece num turbilhão, e apesar de tocante não é muito envolvente. 

 

Este livro traz esperança e solta sorrisos. A amizade não precisa ser feita de duas pessoas iguais, precisa de genuinidade nos afetos. "Aquilo que dás é teu para sempre".

 

Não deixem de ler. Vou procurar mais livros deste autor, talvez o seu título mais conhecido. A sua escrita é reconfortante como uma chávena de chá no final do dia. Como uma almofada fofa e um pedaço de bolo de chocolate. 

 

Recomendo. 

"A LUZ DA NOITE" | GRAHAM MOORE

IMG_20171013_163858_HDR.jpg

 

Foi a primeira vez que eu li algo escrito por Graham Moore, mas já ficou debaixo de olho para futuras leituras.

 

Segundo as informações contidas na capa, Graham Moore é escritor e realizador de sucesso. Lembram-se do filme "O Jogo da Imitação"? Pois é, o guião deste filme foi escrito por ele e venceu um Óscar para melhor guião adaptado e ainda foi nomeado para um BAFTA e um Globo de Ouro. Esta história também vai virar filme brevemente. Eddie Redmayne, o nosso ruivo, será o terrível Thomas Edison. 

 

Esta história passa-se no século XIX em Nova Iorque. George Westinghouse e Thomas Edison vão entrar numa batalha para ver quem inventou a lâmpada. Thomas afirma que foi o primeiro a patentear a ideia e vai lutar até ao fim para defender a sua criação.  Acaba por contratar o advogado Paul para entrar com um processo contra George depois deste abrir uma empresa e começar a comercializar a lâmpada. Afinal, qual deles foi?

 

A "Luz da Noite" é uma obra de ficção histórica. Além dos nomes, acontecimentos e locais verdadeiros e conhecidos que constam desta narrativa, todos os nomes, personagens, locais e incidentes são fruto da imaginação do auto ou são utilizados ficcionalmente."

 

Mais do que uma batalha entre egos, esta história é a defesa dos criadores de ideias e o desprezo pelo plágio. O mais interesse neste livro foram as questões levantadas a respeito deste assunto para além do todo o conhecimento em relação à energia elétrica e posteriores criações consequentes da mesma. Como a cadeira elétrica, por exemplo. 

 

Engane-se quem está a pensar que este livro é uma aula de história chata. Nada disso. O livro é rico em personagens cativantes, com as quais temos dificuldade em sentir simpatia mas nos fazem torcer por elas. Tive a impressão que o Graham Moore inspirou-se no Steve Jobs para criar a personalidade do Thomas Adison. Há várias citações do criador na Apple no inicio dos capitulos. Para além disso tem um nível de arrogância muito semelhante.

 

É um romance histórico com informações que acrescentam e um ritmo que prende. Resta-me esperar pelo filme e recomendar esta leitura. 

 (livro cedido pela editora)

goodreads twitter instagram facebook

"ORIGEM" | DAN BROWN + PASSATEMPO

 

IMG_20171011_142830.jpg

 

 

Um mês antes de revelar à humanidade a sua grande descoberta Edmond é recebido por três lideres religiosos em Bilbau. O cientista trabalha numa especialidade relacionada com a teoria de jogos e modelos computacionais. É considerado uma espécie de profeta no mundo da tecnologia e é um conceituado cientista nos campos da computação e da teoria de jogos. Previu uma crise monetária europeia há uns anos que lhe deu imenso destaque. Após uma vasta investigação descobre algo que irá comprometer o futuro das religiões. O cientista tem as respostas para as grandes questões: De onde vimos? Para onde vamos? Há provas cientificas que todas as religiões têm um aspeto em comum: estão todas enganadas.

 

Este é o ponto de partida para o inicio da nova aventura do professor Robert Langdon. Convidado para o evento pelo ex aluno Edmond vai ver-se envolvido pelo mistério após uma situação na grande noite da revelação. Neste livro Robert parece estar mais contido, talvez esteja um bocadinho mais cansaço apesar de nunca parar no mesmo lugar. Continua a trazer maravilhosas informações relativas à arte através dos seus diálogos e pensamentos. Aprendo sempre imenso com ele. O que gosto nos livros do Dan Brown é precisamente isso, faz-me procurar na internet lugares que desconheço e ter vontade de os visitar. 

 

Quando escolho os livros dele a minha expetativa é encontrar o que eu encontrei, distração para os dias pesados. A leitura foi muito envolvente, as páginas voaram. É um no stop de ação e mistério. Através de personagens cativantes acabamos por acompanhar a resolução do grande mistério. Nunca fiquei aborrecida e é isso que eu espero dos livros do autor. Acho que posso afirmar que Dan Brown criou uma das suas melhores personagens, o Winston. Só li dois livros do autor, mas vou arriscar.

 

Não gostei nada do que se passou na página 242, mas gostava muito que me dessem a vossa opinião. Não acharam muito incoerente? As personagens femininas dele nunca me agradam e têm atitudes insuportáveis. Também tem cenas pouco surpreendentes e senti falta de algumas explicações. Apesar do final me ter desiludido um pouco a experiência de leitura foi positiva. O grande segredo não é tão grande assim. Digam-me de vossa justiça, ficaram surpreendidos?

 

Recomendo. Uma livro que não pretende ser mais do que é. 

 

"DOUTOR FINANÇAS" | JOÃO MORAIS BARBOSA/JOÃO RAPOSO

share_239_171010124231.png

 

Fiquei muito feliz quando este lançamento da Matéria Prima chegar à minha casa. Dei tantos pulinhos. Para quem não sabe "a  missão do Doutor Finanças consiste em ajudá-lo a equilibrar o seu orçamento familiar. Após um check-up financeiro, identificamos sintomas de “doença financeira” e apresentamos soluções para ajustar o seu orçamento familiar." Podem ler mais no site www.doutorfinancas.pt e até subscrever para receber mais informações sobre técnicas de poupança e investimento. 

 

Eu tinha uma doença financeira, com muita dedicação e persistência consegui ultrapassar e aprender muito sobre a minha relação com o dinheiro. Sabem aquela pessoa que devora todos os textos com a palavra poupança? Sou eu! Sabem aquela pessoa que pensava ser incapaz de poupar e afinal até consegue? Sou eu! E este livro ainda me trouxe mais dicas para além de relatos de histórias reais com resoluções alcançáveis. 

 

Recomendo este livro para quem usa muita a seguinte frase: "não consigo poupar" ou "não sobra dinheiro no final do mês, é impossível poupar alguma coisa!". Os autores do Doutor Finanças são especializados na área. Já trataram inúmeros casos. Conseguem os melhores créditos, as melhores formas de poupança e renegociar taxas com entidades bancarias ou credoras. E dão dicas valiosas para a vida. 

 

A linguagem é super acessivel e de fácil compreensão. Acrecentou informação apesar de já conhecer algumas das técnicas de poupança sugeridas. Se calhar a maioria sabe poupar mas tem dificuldade na area dos investimentos. Ou não sabe como começar. Agora não há desculpas para não começar a poupar alguns euros e aprender a gerir o seu dinheiro. Logicamente que este livro não irá transformar a sua vida de um dia para a noite mas vai ajudar muito. Primeiramente é importante criar hábitos saudáveis e ter força de vontade. Acho que a partir daí tudo se consegue. 

 

Já guardei comigo para a vida alguns conselhos do Doutor Finanças. Abri a minha primeira conta poupança aforro, entre outros detalhes importantes que fizeram a diferença. Também me inscrevi num curso sobre Orçamento Familiar e Poupança gratuito do Doutor Finanças e não vejo a hora de começar. Podes inscrever-te também: https://www.doutorfinancas.pt/mini-cursos-gratuitos-de-financas-pessoais/

 

Essencial para quem quer aprender a poupar e investir. 

 

goodreads twitter instagram facebook

leitora beta * divulgação * literatura *

contacta-me para mais informações contactoclaudiaoliveira@gmail.com
guia-de-viagem-skyscrapper

Pesquisar

 

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D