Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

amulherqueamalivros

ORGANIZA A TUA VIDA DE UMA VEZ POR TODAS

InstaFit_20180126_13294259.jpg

 

A nossa casa tem de ser o melhor lugar do mundo. Melhor do que qualquer café, biblioteca ou casa de férias. Precisa de ser o lugar mais reconfortante de sempre, como um abraço ou um ombro para chorar. Precisa de nos receber depois de um dia exausto com simpatia.

 

Quando fui morar para a minha casa, há cerca de sete anos, senti-me livre para fazer da minha casa tudo o que quisesse. Tinha o espaço necessário e a frase mais repetida da minha mãe quando morava com ela “qualquer dia vais vender para feira” já não ia impedir-me de comprar mais e mais. Olhando para trás, tenho a perfeita noção que exagerava. O guarda roupa empilhado, tralhas em todos os armários da casa, para além de aproveitar os espaços livres debaixo da cama dos meus irmãos. Na hora de fazer a separação para doar tinha extrema dificuldade em desfazer-me de peças que eram importantes para mim. Mal repetia peças, mas continua a comprar. Vocês não imaginam como foi mudar de casa. Pior, eu mudei de casa quatro vezes.

 

Só descobri que não precisava de mais de metade das coisas, vejam bem o exagero, quando fiz 29 anos e engravidei. Comecei a perceber que não tinha espaço para nada. Para além da tralha acumulada, precisei de aprender a organizar e a tornar o ambiente da minha casa mais saudável e acolhedor. Aquela casa precisava de receber um bebé. Não foi tarefa fácil, mas foi transformador.

 

Atualmente, de acordo com as minhas prioridades, uma casa plena é um lugar livre de tralha. Tralha para mim são muitos objetos decorativos, roupa, utensílios vários, roupa várias, sapatos em excesso, etc. Incomoda-me imenso ver cestinhos organizados por tamanhos cheios de berloques ou várias gavetas com roupa empilhadas e separada por cores. Dura assim uma semana na minha casa. Acabei por dar conta ao longo destes meses que não uso nada do que está dentro dos cestinhos, nem volto a olhar para o que guardo nas últimas gavetas da sala ou quarto.

 

Está tudo organizado? Está! Mas e a quantidade de coisas que acumulamos sem darmos conta? E a importância que damos às coisas? E a dificuldade de cortar laços com objetos? A sociedade dá mais importância ao ter, em vez de viver o presente. Preocupa-se com um futuro que não pode controlar e que está em constante mutação. Nós mudamos, não é verdade? As nossas necessidades também. 

 

Este mês li um livro sobre uma técnica de organização. Não é mais um livro sobre o tema, este é diferente. Ofereci a um leitor juntamente com a editora Alma dos Livros um exemplar no Instagram (estejam atentos, conto fazer mais passatempos nos próximos tempos). A técnica japonesa focada neste livro chama-se Dan- Sha-Ri, com o intuito de organizar a nossa vida.

 

Dan-Sha-Ri é um conjunto de expressões com significados muito interessantes, encaminhando assim para a sua filosofia. Ora vejam: “Dan”, rejeitar, a arte de fechar a porta àquilo que não merece entrar na nossa vida; “Sha”, livrar-nos do que já possuímos e não precisamos; “Ri”, desapegar o que faz falta. Identifiquei-me demais! Fiquei muito curiosa em saber mais sobre o Dan- Sha-Ri porque não é um sistema de organização, é uma técnica transformadora, um estilo de vida. Quando permitimos as mudanças, permitimos o conhecimento através do questionamento. Concordam?

 

Algumas das coisas fantásticas que aprendemos com o Dan-Sha-Ri 

- Distinguir o essencial do lixo

- Melhorar a relação com os outros

- Como ter um ambiente mais feliz e saudável em casa

- Aumentar a quantidade e qualidade de tempo

 

Vale a pena ler mais sobre o assunto no livro A Arte de Organizar a Sua Vida, da japonesa Hideko Yamashita. Com uma linguagem clara e acessível este livro é uma leitura leve com dicas preciosas. Colocadas em prática as sugestões da autora, Dan-Sha-Ri melhora a vida de quem tem coragem para encarar de frente as mudanças de hábitos para ter um novo estilo de vida. 

 

  goodreads twitter instagram facebook

1 comentário

Comentar post

leitora beta * divulgação * literatura *

contacta-me para mais informações contactoclaudiaoliveira@gmail.com

ESTREIA 21 DE JUNHO

Resultado de imagem para a livraria

Pesquisar

 

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D