Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

amulherqueamalivros

A IMPORTÂNCIA DAS SPICE GIRLS NA MINHA VIDA

 

Quando soube do possível regresso das Spice Girl senti o ranger de uma caixa de memórias abrir. Lembro-me perfeitamente da importância que este grupo teve na minha vida. E ainda tem. Elas juntaram-se recentemente e partilharam uma foto nas redes sociais. Claro que logo surgiram os primeiros boatos do seu regresso aos palcos. E há mais, vão estar presentes no casamento do príncipe Harry com a linda Meghan após confirmação da própria Mel B num programa de boatos.

 

A primeira vez que ouvi Wannabe foi na casa da irmã de um amigo meu. A miúda mais gira da zona. Vi o videoclip passar no Top + e tentado gravar com uma cassete velha antes desse momento. Como eu desejei aquele CD! Mais tarde outras amigas compraram o CD e toda a gente escutava aquelas músicas. Até que eu decidi juntar as miúdas da minha rua e formar o nosso grupo Spice Girls. Os papéis foram distribuídos, eu era a Mel B, a minha irmã a Vitória, a Tânia a Emma, a Rita a Mel B e a Inês a Geri. Estavam totalmente de acordo com as nossas personalidades. Eu não sou nada parecida com a Mel B, mas tentámos, dormia de cabelo molhado todo entrançado. Fail.

 

Com o videoclip Wannabe era fácil descodificar as vozes, mas antes de aparecer os seguintes tentávamos saber quem cantava o quê. Escrevíamos a letra, com os nomes correspondentes às falas, ansiávamos os videoclips para termos as coregrafias. E preparámos um espetáculo! Ensaiávamos na minha casa. Um dia a minha mãe chegou a casa e tinha a mesa da sala partida porque a Rita (a nossa Mel B) queria dar um pontapé no ar. Às vezes, a minha mãe conta essa história (normalmente no meu aniversário). A música das Spice Girl juntou-nos todos os dias depois das aulas. E demos o dito espetáculo. Já vos conto.

 

Sempre tive tendência para criar girls band, desde a escola primária que fazia isso (naquela altura com os Onda Choc) com um rádio de cassetes velho. Tenho uma paixão imensa pela dança, e houve uns tempos que pensei que ia ser artista. Como sonhei com isso. Culpa das Spice Girls. Mas depois uma pessoa cresce e acorda.

 

O espetáculo foi no Rancho Folclórico do Carregado (nesse dia também representei numa peça de teatro, fiz de crocodilo. A minha irmã com os nervos abandonou o palco após enganar-se na coreografia. O público começou a gritar para ela voltar. Aposto que ela ainda se lembra disto. Foi um dos dias mais marcantes da minha vida. Vi todos os videoclipes, aprendi todas as músicas (cantava no meu inglês muito particular) e coreografias, comprei o dvd delas, li tudo, comprei todas as revistas, colei posters nas paredes. Gostava particularmente da mensagem, do girl power, da representatividade e de serem o que queriam.

 

Mais tarde, com a minha turma do sexto ano voltei a formar uma girls band para fazer o espetáculo para a escola no recinto das aulas de educação física. Só me recordo da vergonha que passámos, dos olhares pasmos dos outros pela nossa coragem. Lembro-me das minhas colegas: Catarina, Verónica, Tânia, Marta como Spice Girls.  Repetia, mas sinto uma ligeira vergonha quando me lembro.

 

Com a música Mama reunimos as nossas mães e fizemos uma espécie de videoclip no dia da mãe. Sentimos a irmandade com Viva Forever, o amor com 2 Become 1 e Too Much, fizemos a festa com Stop, chorámos com Goodbye. Tenho o coração a explodir com estas recordações. Impossível ouvir algumas músicas e não ficar emocionada. E a sessão que fizemos no ADC do Carregado? Posses irreverentes para cinco pequenas com os sonhos do mundo nas mãos.  Obrigada ao Fred pelas fotos.

 

Ainda mantenho um pouco de mim desta fase. A paixão pela dança, os sonhos imensos e o girl power. Engraçada esta viagem ao passado, fui encontrar traços muito marcantes daquela menina que guardo com carinho. Os meninos dificilmente vão entender o que é ser mulher, porque apoiamos movimentos #girlpower e porque continuamos a lutar todos os dias por essa representatividade. Spice Girl marcaram uma geração e trouxeram sons de mudança!

 

Meninas, onde andam? Está na hora de nos reunirmos, temos um casamento à espera. Spice Girls Forever!

 

 

Anúncio + Divagação de quatro anos + Agradecimento

Instasize_0323091811.jpg

Nunca fiz VEDA, mas o bichinho sempre esteve aqui. Era algo que já queria fazer há muito tempo, desde que vejo os canais brasileiros entusiasmados (cansados também). Este é o ano, o ano de dizer SIM e realizar. Desafios atrás de desafios, pretendo fazer do meu ano algo criativo, desafiante e inspirador. Já planeei o mês inteiro, cheio de ideias e alguns formatos novos (há que experimentar, certo?). Garanto que estou muito entusiasmada com a ideia de fazer VEDA, sobretudo com a interacção que pretendo criar. 

 

O canal tem quatro anos, quase cinco. A única coisa que fiz mais parecida foi uma semana inteira com vídeos todos os dias no canal há três anos e há dois anos fiz posts todos os dias no blog. Todos os anos tento inovar, criar novos formatos e desafios. Gosto de criar, é importante para mim trazer novos conteúdos e ser original. Existem centenas de blogues e canais. Existem formatos "copy/paste" e eu gosto de fugir disso. Sou assim na vida real. Não foi por acaso que criei o ano passado o formato "5 em 5" (felizmente teve boa recepção apesar do estranhamento inicial e algumas criticas). Criei muitas TAGs, na altura existiam poucas, mas o formato esgotou-se. Não gosto de ver TAGs onde acabam por mostrar sempre os mesmos livros. Se não acrescenta nada, prefiro não fazer. Fiz vários desafios com leituras conjuntas ( quem não se lembra da leitura conjunta da "Guerra dos Tronos"?). O ano passado tivemos o projecto "Ler os Nossos" (com "Ler Saramago) e este ano vamos repetir a dose. Também participei num VEDA juntamente com outras seis meninas (foi tão divertido!), a Mariana, a Chris, a Joca, a Cata, a Croma dos Livros. Também fiz um projecto que juntava receitas, livros e o mundo. Mas abandonei a meio. Participei em muitas maratonas, hoje já não tenho tanta paciência. Comecei os vídeos "Divagando" há três anos mas mudei para "Conversa Fiada". Acho que são os vídeos preferidos de muita gente. Pessoalmente também adoro gravar. Sempre fiz vlogs (na feira do livro, em visitas a mercados, idas ao cinema,...). Já apareci na televisão (mais do que uma vez), fui a encontros com outras bloggers, conheci pessoas espectaculares. Criei o "Clube dos Clássicos Vivos" e agora vamos iniciar os encontros, algo que queria desde sempre. Sempre gostei de falar nos filmes que via, mas perdi o interesse. Toda a gente faz isso, prefiro ver formatos originais no blog made in português "Serão no Sofá". São as únicas em Portugal, é de valor! Tentei o formato "Virou filme", o formato "Só Mais um Episódio" para falar em séries com spoilers, mas estou a ponderar abandonar o formato. Ou um deles. Adoro cinema, se forem ver os vídeos mais antigos (há quatro anos) vão perceber que sempre falei de cinema. Criei a TAG que mais fez furor e ainda é feita todos os anos ("12 livros para..."). Gravei um vídeo que é talvez o vídeo mais visto de sempre ("Arte Brasileira: o que consumimos"). 6821 visualizações. Comprei muito, fiz muitos vídeos de "Compras de Livros", até mudar a minha forma de olhar para o booktube. E para a vida. Fiz minis peças (adoro o vídeo "Não tenho tempo para ler" - os verdadeiros motivos).

 

Vi a comunidade crescer, alguns irem embora. Vi outros chegarem. Tive dois filhos ao longo destes quatro anos. Mudei de casa algumas vezes. Doei vários livros. Estive vários meses parada no canal para respirar fundo. Nunca imitei ninguém, segui sempre o meu caminho e aquilo que acreditava. Fiz amizades (também terminei outras). Já discuti por coisas tontas, mas também dei segundas oportunidades e ficou tudo bem. Já fiz amizades no Brasil. Pessoas com quem falo quase todos os dias. Tive momentos em que não me identificava com o que estava a fazer e ponderei parar de vez. Trabalhei muito para chegar onde estou. E onde é que estou? No mesmo lugar. Com mais pessoas maravilhosas à minha volta. Com mais oportunidades para ler alguns livros e conhecer escritores. Com oportunidades para fazer workshops. Com parcerias ( vou ter de falar nisto no futuro). Com um clube de leitura. E nunca se sabe o que o futuro nos reserva, não é verdade?

 

Enquanto fizer isto para mim, e continuar feliz a trocar ideias com outros leitores, vou continuar aqui. Quando digo "para mim" quero dizer: "não olhar a números de subscritores e likes". Verdade seja dita, se fosse isso, já não andava cá, os valores são tão baixos. No Youtube, porque no blog o número de visitantes são altos diariamente). Sempre que olhar para os meus livros e sentir felicidade quando começar uma nova leitura, estarei por aqui. Fico muito entusiasmada sempre que gravo um vídeo e falo de livros. Esse é o meu objectivo. Divulgar o gosto pela leitura. Sem snobismos, sem andar em competições, sem considerar-me superior seja a quem for (acho que também dá para falar sobre isto no futuro) devido às escolhas literários de terceiros. Mas claro, tenho outros interesses e por isso criei o blog sobre organização, minimalismo e poupança. Ui, já passei tanto nestes quatro anos, já vi de tudo. Mas não vamos lavar roupa suja, não é verdade? Atitude é o novo preto.

 

Este ano criei o "Especial: Thrillers Psicológicos" inspirado no postcast da Catarina e da Chris. Ainda encontro inspiração por aqui. Ainda encontro ideias novas e fico muito feliz. Também trouxe novos formatos em vídeo. Criei o "Run The World", uma rubrica muito pequena que eu adoro.  Os resumos de leitura mudaram também. Acrescentei novos dados e eliminei outros. Deixei de atribuir estrelas às minhas leituras (falarei nisso um dia). Trouxe mais livros sobre vida saudável. Adoro! Tenho também o projecto "101 With Books". Passei a divulgar os projectos de outros booktubers e bloggers relacionados com os livros/cinema. 

 

Grande reflexão. Grande viagem. Obrigada a todos os que continuam aqui. Chegou a hora de fazer VEDA (vídeos todos os dias). Com hora marcada: 18 horas (em Portugal), 15 horas (no Brasil). Dia 1 de Abril começa esta aventura. Espero que gostem e que corra tudo dentro dos conformes. E logo gravo e coloco vídeo para falar sobre isto. 

leitora beta * divulgação * literatura *

contacta-me para mais informações contactoclaudiaoliveira@gmail.com

Pesquisar

 

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D