Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

amulherqueamalivros

TAG 50% | BALANÇO | 2018

IMG_20180103_135047_HDR.jpg

 

Esta TAG serve para fazer um balanço do primeiro semestre.

PERGUNTAS DA TAG:


1. O melhor livro que você leu até agora, em 2018. 

Atos Humanos, Han Kong e A Paixão Segundo GH, da Clarice Lispector. 

 

2. A melhor continuação que você leu até agora, em 2018.

História de Adormecer Para Raparigas Rebeldes 2


3. Algum lançamento do primeiro semestre que você ainda não leu, mas quer muito.

Sim, vários. Vou escolher apenas um, Fora de Si, Sasha Marianna Salzmann.


4. O livro mais aguardado do segundo semestre.

Não estou ansiosa por nenhum título em especial. Nem parece coisa minha.


5. O livro que mais te decepcionou esse ano.

Grande Magia, Elizabeth Gilbert. Grande banhada. Meu rico dinheiro. Piorque este só mesmo o sucesso “A Arte Subtil de Saber Dizer F*da”, do espertalhão Mark Manson


6. O livro que mais te surpreendeu esse ano.

Dois Irmãos, Milton Hatoum. Aquele livro que é tudo o que não estava nada à espera, deixa saudade e dá aquela vontade de ler tudo outra vez.


7. Novo autor favorito (que lançou seu primeiro livro nesse semestre, ou que você conheceu recentemente).

Isabel Lucas. Quero ler tudo o que esta senhora escrever. Adorei o livro Viagem ao Sonho Americano. O livro cresceu imenso ao longo dos meses, penso várias vezes nele. O projeto é sensacional e vale muito a pena. Admiro imenso o seu trabalho como jornalista. Grande profissional, super cativante. Adoro.


8. A sua quedinha por personagem fictício mais recente.

Não tenho. Já não tenho idade para isso. Mas preciso de admitir que tenho uma quedinha pelo escritor italiano Paolo Cognetti. Casava e ia viver para as montanhas. E também me apaixonei recentemente por um escritor português que prefiro não dizer o nome. Com ele não casava, só bebia uma garrafa de champanhe.

 

9. Seu personagem favorito mais recente.

Nenhuma personagem entrou para a lista de favoritos. A Jane Eyre já pertencia, só consolidou a sua posição na minha vida. 


10. Um livro que te fez chorar nesse primeiro semestre.

O mais recente a fazer-me chorar, 1001 Coisas Que Nunca Te Disse, de Catarina Rodrigues. Relações mães, pais e filhos mexem sempre comigo. Chorei com outros, mas este foi o último.


11. Um livro que te deixou feliz nesse primeiro semestre.

O livro da Rebecca Solnit, 'As Coisas que os Homens Me Explicam'. Estava cheia de expetativas e foi muito bom ler este livro. Deviam existir mais livros assim.


12. Melhor adaptação cinematográfica de um livro que você assistiu até agora, em 2018.

Amei 'Call me by your name'. Ah filme maravilhoso. As imagens do filme não me saem da cabeça.


13. Sua resenha favorita desse primeiro semestre (escrita ou em vídeo).

 "O Rapaz Selvagem", Paolo Cognetti e "Manhãs Milagrosas", de Hal Elrod


14. O livro mais bonito que você comprou ou ganhou esse ano.

O mais lindão é sem dúvida “Um Gentleman em Moscovo”, de Amor Towles.


15. Quais livros você precisa ou quer muito ler até o final do ano?

Ui, vou resumir. O meu tempo como leitora intensa está em contagem decrescente. Gostava de ler ainda este ano “Pequenos Fogos em Todo o Lado”, de celeste Ng; “O Nervo Ótico”, María Gainza; terminar “Ulisses”, do Joyce; “A Breve História de Sete Assassinatos”, de Marlon James e vamos ficar por aqui.

 

 

TAGADOS: Raquel, Bárbara, Hugo, Sandra, CéliaAlexandra e Carolina

TAG | CLÁSSICOS DO FUTURO

 

Fui tagada pela Bárbara do blog Delicada como um Elefante.

Original, Eric Karl Anderson

 

 

Perguntas

1) Escolhe um clássico estabelecido que achas que ainda será relevante no futuro.

2) Escolhe um livro recente que achas que passou despercebido, mas que estás confiante que será um clássico.

3) Escolhe um título que ganhou recentemente um dos teus prémios favoritos e que achas que ainda será elogiado daqui a 50 anos.

4) Escolhe um livro recente que ainda não leste, mas que achas que se pode tornar um clássico baseado apenas na reputação (resenhas, GoodReads, recomendações de bookTube, etc.).

5) Escolhe um livro favorito que desejas guardar para seus netos (ou netos de seus amigos) para lerem em 50 anos. Pode ser um livro infantil ou um livro para adultos - qualquer coisa com a qual te conectes pessoalmente e esperas que uma futura geração também se conecte.

 

 

E tu? Qual dos teus livros preferidos vai virar um clássico? 

TAG | MARÇO FEMININO

InstaFit_20180328_17531382.jpg

 

 

Deixei para o final do mês porque tinha a certeza que teria novas sugestões após as leituras dedicadas ao Março Feminino. Não gosto de me repetir, talvez por isso evite responder a TAGs, mas esta é diferente. É criativa, tem conteúdo, para além disso foi criada pela Sandra, do Say Hello To My Books. Adoro.

 

Tentei escolher livros pouco falados por aqui, tentei não repetir algumas respostas dadas por mim e por outras bloggers, mas foi difícil (não é Alexandra? algumas respostas dela, podiam ser as minhas, é a blogger com quem mais me identifico a nível dos gostos literários).

 

Que todos os anos se celebre o Março Feminino, que sejam lidas muitas mulheres e partilhadas várias sugestões! 

 

1. Aqueles dias do mês - Um livro que os homens nunca vão perceber.

 

“Um Quarto Só Para Si”, Virgínia Woolf

Acredito que todos os leitores conseguem entender a mensagem deste livro. Este livro ou qualquer outro. Aliás, preferia que alguns homens lessem este livro para descortinar algumas questões ligadas à luta pela desigualdade de género. Um quarto só para si é um grito sufocado, em nome de todas as mulheres, pela sociedade que insistia em colocar as mulheres num papel ingrato e os homens num lugar dominante. Para escrever, as mulheres precisavam de um quarto só para si, e romper com diversos preconceitos. Este livro é o primeiro passo, dado pela Virgínia Woolf, em colocar os pontos nos is sobre as necessidades criativas das mulheres, e transmitir uma mensagem que as mulheres para além de entenderem, sentem.

 

2. Filha da mãe da depilação - Um livro que te arrepia só de pensar.

 

“Vozes de Chernobyl”, Svetlana Alexievich

Estava indecisa. Vários livros contam episódios da história mundial com foco no sofrimento, maus tratos ou violência. Tantas opções podiam estar nesta resposta. Decidi escolher um livro que aborda o desastre nuclear em Cherbonyl, por ser pouco comentado. Milhares de mortes, idosos que tiveram de abandonar os seus lares, grávidas que deram à luz crianças deformadas tal o impacto das radiações da explosão. Foi o primeiro livro que li da autora e me levou às lágrimas.

 

3. Aquele batom vermelho que dá um up a qualquer look - Um livro que te pôs bem-disposta/o num dia cinzento 

 

“Mulheres”, Carol Rossetti

É um trabalho magnifico por parte da Carol Rossetti. Um livro que vou oferecer à minha filha, às minhas irmãs e amigas. Um livro que traz todo um espírito descomplicado. Podemos amar o nosso corpo como é, podemos amar quem quisermos e ser como e o que quisermos. Li o livro durante o projeto mais fantástico deste mês, Março Feminino (que por acaso é da autora desta TAG).

 

Extra

“Não Sou Esse Tipo de Miúda”, Lena Dunham

Este livro foi escrito pela criadora, produtora e protagonista da série Girls. Numa abordagem muito divertida, este livro traz reflexões de quem está a crescer e encontra o fantástico mundo dos adultos. Sem filtro, num mundo particular e feminino, este livro não sendo uma grande obra está muito perto de uma conversa com a melhor amiga. Dá aquele ânimo em dias mais chatos.

 

 4. Cérebro Feminino - Um livro que parecia confuso, mas acabou por fazer muito sentido.

 

“Beloved”, Toni Morrison

A escrita intrincada e os temas abordados não permitiram uma leitura fluida. Nada me preparou para este livro. Precisei abrandar o ritmo, ficar em silêncio absoluto para absorver a sua escrita e a mensagem. Livro cruel sobre o racismo escrito de uma forma muito visceral. Numa realidade completamente diferente da minha, este livro foi confuso e pediu muita dedicação. No entanto, valeu totalmente o esforço. Leiam. Preciso de ler o outro livro da autora que tenho na estante.

 

 

5. "Mulheres não percebem de futebol, nem gostam de cerveja" - Um livro que vomita clichés. 

 

“Um Final Feliz”, Annie Darling

Uma mulher com um sonho, recuperar uma livraria em falência. Um homem que se acha o mais bonito e simpático. Não é, é só arrogante. Uma paixão entre os dois. Personagens estereotipados, situações muito comuns de uma comédia romântica. O título diz tudo. Leve, para dias de praia. Salvou-se, no meio dos clichés, a dedicação e o amor da protagonista pelos livros.

 

6. Mini-saia - Um livro curto, mas bom. 

Karen”, Ana Teresa Pereira

 Conheci a escrita da autora o ano passado e fiquei muito curiosa com este título. Recomendo para um primeiro contacto com os livros da escritora. Tem os elementos necessários para uma história muito cativante. Uma mulher com perda de memória após um acidente, acorda numa casa desconhecida. Um suposto namorado que está ansioso pelo aniversário dela devido a uma herança. Uma empregada muito suspeita. Uma cascata como pano de fundo do acidente. Como termina esta história? Será que ela perdeu mesmo a memória? Leiam. Vale a pena. Sobretudo se gostam da história do clássico “Rebecca”, Daphne du Maurier.

 

7. Bolsa de Mulher - Um livro com muita coisa dentro, que te provocou várias emoções. 

 

Tetralogia, de Elena Ferrante (todos os seus livros)

A série está quase a chegar, a historia é incrível e provoca várias emoções devido à complexidade das personagens. São muito reais, dentro dos defeitos, escolhas e emoções. A história de Lila e Lena é talvez a minha preferida no mundo inteiro. Aquela em que penso várias vezes. Aquela que gosto de recomendar a toda a gente, com um pedacinho de inveja porque vão começar e eu já terminei. Ferrante escreveu sobre mim, sem saber. Muito grata. Até fico com um brilho nos olhos de me lembrar e vontade de reler.

 

8. Mrs. Always Right - Como as mulheres têm sempre razão, escolhe um livro que aconselhas a toda a gente.

 

Rebecca, Daphne Du Maurier

Este livro foi tão impactante para mim que fico em pulgas para saber a opinião dos outros quando o começam a ler. É um clássico, não é enfadonho e tem descrições belíssimas assim como uma história que prende do inicio ao fim. Não deu para largar sem chegar ao fim. Não dá para ficar indiferente à qualidade de escrita desta mulher.

 

9. Mas porque é que tenho que gostar de cor-de-rosa? - Um livro que toda a gente gosta, menos tu!

 

“A Rapariga no Comboio”, Paula Hawkins

Foi difícil de encontrar um livro muito apreciado que me tenha desiludido, mas assim que bati os olhos neste livro dei como encerrada a resposta. Este livro ainda é usado como referência para os thrillers publicados depois. Ganhou adaptação cinematográfica. Um livro campeão de vendas. No entanto, achei pouco surpreendente. Adivinhei o assassino nos primeiros capítulos e não o acho merecedor de tanta popularidade.

 

10. Sutiã nosso de cada dia - Um livro que te incomodou ou um livro que foi um alívio chegar ao fim.

 

A Casa com Alpendre de Vidro Cego, Herbjorg Wassmo

Um romance do ponto de vista de uma criança abusada sexualmente de um tio. É o assunto mais difícil, contado de forma muito sensível e intensa. Tenho pena que a continuação não tenha saído como estava prometido. É por essas e por outras que não gosto de começar uma série sem os outros livros publicados. Esta autora nasceu na Noruega, é pouco conhecida por cá, mas já tem vários títulos publicados. Adorava ler mais livros dela.

 

 

11. Ir à manicure - Toda uma curiosidade sobre um livro que anda na boca do povo, mas ainda não leste. 

 

Histórias de Adormecer para Raparigas Rebeldes 2, Elena Favilli

Preciso de ler este livro! A edição é maravilhosa, a mensagem é poderosa. Tem tudo para me agradar. Já repararam que anda por aí uma vaga de livros dedicados a mulheres. E ainda bem. Podem vir mais.

 

12. Fitas e lacinhos - O livro mais girly que já leste.

 

"O Meu Livro de Estilo", Gabriela Pinheiro

O livro é escrito de uma forma muito divertida, num tom muito próximo de uma conversa entre duas amigas. Cheio de imagens lindas e conselhos muito úteis na hora de transformar o nosso estilo ou guarda-roupa. A Gabriela Pinheiro defende que "não deves usar tudo só porque é moda". Deve existir uma selecção da nossa parte e amigos sinceros por perto. 

 

 13. Girl Power - Uma autora que é uma mulher do caraças. Explica porquê. 

 

Emma Reyes

Esta mulher passou por várias dificuldades. Pego nelas, embrulhou-as em veludo e fez da sua história uma história de sucesso. Pintora colombiana, marcada por uma vida intensa e sem apoio familiar. Há algo mais inspirador do que histórias de empoderamento? Quando li o seu livro de memórias fiquei a admirar o seu trajeto e força. 

 

14. Mulheres nos livros - Indica três livros com personagens femininas fortes.

 

A minha vontade era responder a esta TAG com títulos escritos por mulheres, mas foi aniquilada com esta questão. Vou escolher todos os livros de George RR Martin. Para mim, mulheres fortes na literatura estão o mais perto da realidade possível. Têm qualidades e defeitos. Agem por impulso ou de acordo com os seus princípios. Fogem ao conveniente, rompem com preconceitos e lutam pelos seus interesses. Posto isto, temos um leme absolutamente genial criado pelo autor mais demorado de sempre. Sansa, Arya, Dany, Cersei, é apenas uma amostra. São sete livros em português.

 

15. Mulheres nos filmes - Indica três filmes com personagens femininas fortes. 

 

Mustang

Se me pedirem uma única recomendação é este que vou indicar. Por ser o meu preferido de sempre (este e mais uma mão cheia). Por ser poderoso e representar a realidade de muitas mulheres por este mundo fora. Motivos para veres este filme? A temática, beleza, representação, fotografia, tudo. Adorei todas as meninas, sobretudo a mais nova. Pequena heroína. Linda, fofa. Não quero contar nada sobre o filme, perde a piada toda.

 

Black Panther

Minha nossa, as mulheres deste filme são o melhor deste filme. Filme carismático com questões importantes e mensagens fulcrais numa sociedade machista e racista. Não via um filme de super-heróis tão bom desde o último do Batman. Sério! Obrigatório!

 

Hidden Figures

As mulheres podem ser cientistas, podem fazer calculas mega difíceis. Podem pertencer a um grupo de trabalho liderado por homens e fazerem a diferença. Este filme é necessário.  Fico mesmo contente que exista. Ri e chorei muito. Não podem perder.

 

Extra

As Serviçais

Outro filme preferido da vida. Nunca li o livro, mas o filme é espetacular. Uma história sobre o racismo, com momentos de humor. Mulheres corajosas, curiosas, com princípios vincados e movimentos transformadores. Um retrato americano da década de 60 que vale cada segundo.

 

 

 

FIM DO ANO BOOKTAG | 2017 ESTÁ A TERMINAR

 

Adoro esta TAG. Faz uma espécie de planeamento para os últimos meses do ano e uma antevisão do que vai acontecer em 2018. São seis questões muito simples. 

 

PERGUNTAS

1) Há algum livro que você começou este ano e que precisa terminar?

2) Você tem um livro outonal para a transição para o final do ano?

3) Existe uma nova edição / lançamento que você ainda está esperando?

4) Quais os três livros que você quer muito ler antes do fim do ano?

5) Existe um livro que você acha que ainda pode te surpreender e vir a ser o seu favorito do ano?

6) Você já começou a fazer planos de leitura para 2018?

 

Tagueei: Carolina, Cristina, Sónia, Hugo e Márcia Estima

 

 

TAG MACABRA | O LIVRO QUE MAIS ME METE MEDO

 


PERGUNTAS DA TAG:
1- Qual livro que te deu mais medo ou apreensão?
2- Quais livros de terror ou suspense mais demoraram pra sair da sua cabeça?
3- Quais os livros de terror ou suspense mais bonitos que você tem?
4- Quais personagem de um livro de terror ou suspense que mais te cativaram?
5- Qual foi a sua atmosfera ou ambientação preferida de um livro ou filme de terror ou suspense?
6- Qual foi o crime/assombração/eventos estranhos que mais te causou desconforto enquanto lia?
7- Qual é a sua adaptação preferida de livros de terror e suspense?

CONTAGEM DECRESCENTE | TAG "FEIRA DO LIVRO"

 

Faltam 8 dias! 

 

Criei uma TAG chamada "Feira do Livro" com 9 itens relacionados com a nossa linda festa do livro. 

 

LISBOA - Indica um livro que se passe em Lisboa

SOL - Indica um livro para ler no Verão

FARTURAS - Indica um livro doce

EVENTOS - Qual o autor que devia ir à Feira do Livro?

EDITORA - Elege as tuas três editoras preferidas

HORA H - Indica um livro muito bom com mais de 18 meses

AUTORES- Já pediste autógrafos? Mostra!

LIVROS - Mostra dois livros que compraste nos meses anteriores e ainda não leste

LISTA DE DESEJOS - Revela dois livros que pretendes comprar este ano

 

 

 

 

goodreads twitter instagram facebook

VEDA #29 | TAG VEDA (ORIGINAL)

 

O VEDA está a terminar. Resolvi criar uma TAG para fazer o balanço final. São oito perguntas que resumem como foi o mês de Abril. 

 


Perguntas:

1- Quem ou o que te inspirou para fazer o VEDA?

2- Onde foste buscar as ideias?

3- Com quanto tempo de antecedência começaste a planear o VEDA?

4- O que foi mais difícil e mais fácil?

5- Qual o vídeo mais visto e o menos visto? E o teu preferido de gravares?

6- Que conselhos tens para quem pretende fazer VEDA?

7- Seguiste o VEDA de alguém?
Serão no Sofá: AQUI
Raquel: AQUI

8- Valeu a pena? O que tiveste de abdicar para fazer o VEDA?

 

goodreads twitter instagram facebook

 

VEDA #3 NOT A BOOKTUBE NEWBIE TAG!

 

 

Terceiro dia de VEDA, não fazia uma TAG há tanto tanto tempo...

 

Uma TAG muito interessante, sobretudo para quem anda no booktube há algum tempo...Espero que gostem. Ah, tenho um canal novato para vos indicar. Fiquem por aí.

Criadora

Vídeo da Chris:

Perguntas:
1 - Quanto tempo tem o teu canal?
2 - Quais são os teus vídeos favoritos de gravares?
3 - Que conselho darias a alguém que se quer juntar ao booktube?
4 - Desde que começaste o canal que desafios já encontraste?
5 - Qual é o teu livro ou série favorita que leste por causa do booktube?
6 - Em geral, qual é a tua coisa favorita no booktube?
7 - Queres espalhar o amor? Dá a pelo menos um novato um incentivo.
Canal da Cristina Gaspar

8 - A quem passas esta tag?
Silvéria

Neuza

Jojo

Bruna Miranda


Livro mencionado

" Eleanor & Park ", Rainbow Rowell

Redes Sociais:

goodreads

twitter

instagram

facebook

Live | Retrospectiva: Pergunta-me sobre 2016

 

Criei esta TAG  em 2012 de forma a registar o que se passou ao longo do ano em relaçao ao mundo literário de cada um. Espero que gostem e respondam, convido todos a responder. 

Perguntas
Anotas as leituras que fazes ao longo do ano? Se sim, como?
Quantos livros leste em 2016?
Durante 2016 qual foi o livro que mais tempo te acompanhou?
Qual foi o autor que conheceste em 2016 e te surpreendeu pela positiva?
Qual foi o autor que conheceste em 2016 e te desiludiu?
Qual o autor que ficou por ler e continua em lista de espera?
Qual a tua maior loucura literária em 2016?
Qual o livro que te fez chorar?
Que livro tiveste vontade de oferecer?
Abandonaste algum livro em 2016? Qual?
Que adaptaçao cinetografica gostaste mais e gostaste menos em 2016?
Canal literário que mais te inspirou?
Expectativas para 2017.Meta literária.

TAG | Retrospectiva Literária 2016

A tag foi criada pela Michelle do blog Resumo da Ópera.

A capa do ano
"A História de Quem Vai e De Quem Fica", Elena Ferrante.

O título do ano
"A Gorda", de Isabela Figueiredo.

A surpresa do ano
"Nem Todas as Baleias Voam", de Afonso Cruz. 

A decepção do ano
"Cinco Esquinas" de Mario Vargas Llosa.

A série do ano
a série escrita pela Elena Ferrante!

O livro nacional do ano
“Ana de Amsterdam", Ana Cássia Rebelo.

O autor do ano (um que você tenha lido pela primeira vez neste ano)
Stvelana Alexievich. Vou ler tudo desta senhora.

A pechincha ou a raridade do ano
"Materna Doçura", de Possidónio Cachapa

O melhor desfecho
"O Renascido", de Michael Punke.

O protagonista masculino do ano
Wade, do Jogador N1.

O protagonista feminino do ano
Harriet, do "O Pequeno Amigo".

Personagem secundário masculino
Mãe da Imani do livro "As Mulheres de Cinza", de Mia Couto

Personagem secundário feminino
Greta do livro "A Rapariga Dinamarquesa", de David Ebershoff.

O pior do ano
"A Todos os Rapazes que Amei" de Jenny

O melhor do ano
“As Vozes de Chernobyl", de Stvelana Alexievich.

Sua meta 2016 foi cumprida?
Sim, li mais de 50 livros.

Qual é a sua meta para 2016?
Vamos falar nisso nos proximos dias. 



leitora beta * divulgação * literatura *

contacta-me para mais informações contactoclaudiaoliveira@gmail.com

ESTREIA 21 DE JUNHO

Resultado de imagem para a livraria

Pesquisar

 

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D