Publicado em 14 comentários

10 COISAS QUE APRENDI COM OS BLOGUES

 

Tenho um blogues há uns anitos. E adoro. Tenho aprendido várias coisas, tenho visto com bons olhos a evoluição. Perdi o interesse em seguir alguns blogues e encontrei blogues novos mega interessantes que adoro ler diariamente. Conheci pessoas espectaculares e com gostos muito parecidos com os meus. O balanço geral é muito positivo mesmo com alguns pontos negativos.

 

 

– Faças o que fizerem há sempre alguém que vai criticar, não vai gostar e ainda quer explicações. Relativiza.

 

– Podemos fazer amizades verdadeiras e para a vida. E desamizades também.

 

– Ter parcerias é muito bom.  Dão origem a experiências e oportunidades únicas. Pode incomodar algumas pessoas, mas se mantiveres a tua postura e princípios vais dormir descansado nesta vida.

 

– Os números são importantes (leitores, seguidores e likes). E não faz mal nenhum.

 

– Os anónimos são pessoas que visitam diariamente o blog. Só comentam sem nome. Uh, que grande novidade.

 

– As pessoas continuam a ler e a criar blogues. Não morreram.

 

– Os comentários são a alma disto tudo. E é educado responder a todos. De preferência antes de passar um ano após o comentário.

 

– A criatividade não abrange toda a gente. Vão copiar-te, imitar-te e fingir que não fizeram nada. Vão justificar com “já foi tudo inventado”. Claro.

 

– O pessoal mais antigo vai passar a usar a expressão “no meu tempo…” sem perceber que até a blogosfera evoluiu e há blogues para todos.

 

– Se tiveres parcerias vão pedir-te descaradamente ajuda para conseguirem também. Se negares dar a informação vão ficar chateados, se disseres que “sim” não vão dizer um “obrigada”. Faz de conta que conseguiram tudo sozinhos.

 

 

EXTRA

 

– Ter um blog é espectacular. Venham as redes sociais que vierem (com ou sem parcerias). Tenham os números que tiverem.

14 comentários em “10 COISAS QUE APRENDI COM OS BLOGUES

  1. Eu já tenho o meu blog há muitos anos, sempre muito underground, sem muitos números. Já tive para o apagar algumas vezes mas nunca sucumbi ao desespero porque no fundo embora os número ajudem, eu falo por mim, faz se um blog porque se gosta da partilha. Para mim a melhor experiência que tiro dos blogs é a partilha: de histórias, de experiências, de dicas, de amizades. É como tu dizes,ter um blog é espectacular independentemente de tudo o que acarreta.

    Quanto a parcerias nunca tive muitas e não procurei muitas. Como os números não são muitos não faço muita procura. Mas também nunca perguntei nem pedi a ninguém para interceder por mim.

  2. Eu adoro o teu blogue.

  3. Verdade! Tive o meu primeiro blogue há 12 anos, mantive-o aberto durante 10 e desde então tenho andado por aí noutros blogues até ao que tenho hoje. Experiência maravilhosas que tenho vivido com os leitores, sejam muitos ou poucos..

  4. Adorei este post!! Tudo o que disseste é tão verdade, e no fim de contas é o que levamos daqui que interessa : ter o nosso cantinho na sapo, os amigos, a experiência.. E isso é tudo tão bom 😉

  5. As coisas que mais valorizo no blog é poder escrever sem dar a cara. Isso significa que tenha menos filtro e que seja mais livre na escrita (não quer dizer que escreva insultos ou disparates, mas não tenho colegas de trabalho ou conhecidos a ler e julgar ou a registar). Por outro lado, assumo que gosto que visitem o meu espaço, comentem, tagem. isso faz parte.
    Não vejo mal nos patrocinios, desde que identificados como tal, mas não gosto dos excessos. Esses blogs começam a ver os visitantes como um nº para enriquecer e para ver publicidade, não se justifica perder tempo a ver a blogs.
    Os anónimos são um “problema” quando são haters.

  6. Acabei de criar um blog e estou muito entusiasmada!! Espero também conseguir aprender todas essas coisas com o meu blog e que, sobretudo, seja uma experiência enriquecedora e fantástica!

  7. A partilha é sem dúvida o melhor disto tudo. 🙂

  8. 12 anos é obra! Eu tenho onze anos disto e parece uma vida.

  9. E quando os haters se transformam em perseguidores? É do pior. Horrível.
    Concordo, quando passam a ver os leitores como números é mau mas acabam por sofrer consequências disso, acho que as pessoas se afastam.

  10. Espero que gostes da experiência 🙂

  11. Tinha 15 anos quando comecei. O facebook tinha 1 ano. É obra, praticamente meia vida!

  12. até agora nunca tive haters 🙂

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.