Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

amulherqueamalivros

Qui | 27.03.14

Porque compensa comprar livros na Feira do Livro em Lisboa

Cláudia Oliveira

- Existe a happy-hour, livros com mais de dezoito meses a metade do preço de segunda a quinta  das 22h às 23h. 

- Existe o livro do dia com um desconto fabuloso. Normalmente no site da feira existe uma lista com as indicações dos livros do dia fornecidos pelas editores aderentes.

- Existem imensos alfarrabistas. O ano passado fiz compras fantásticas por menos de cinco euros. 

- Podes encontrar os teus escritores preferidos e falar com eles durante um bocadinho. 

 

Este ano a Feira do Livro começa dia 29 de Maio e termina a dia 15 de Junho. É só esperar dias de sol, fazer uma lista de desejos e visitar o Parque Eduardo VII. Não vejo a hora. 

Seg | 24.03.14

O que vem aí?

Cláudia Oliveira
Dom | 23.03.14

"A Irmã de Freud" de Goce Smilevski - Impressões às primeiras cinquenta páginas

Cláudia Oliveira
Recentemente li "Beatriz e Virgílio" de Yann Martel, o livro fala sobre o Holocausto. "A Irmã de Freud" de Goce Smilevski também. Existem imensos livros que abordam este tema das mais diversas formas. Eu gosto do tema, sou leitora recorrente de livros dessa temática mas tenho de admitir que estou um bocado cansada. É um tema que me faz afundar numa tristeza imensa. Deixa-me enojada com a crueldade humana.
Agarrei neste livro sem saber do que se tratava, fui surpreendida com mais uma história sobre o Holocausto, narrada por alguém que sentiu a dor e viu a morte de perto. De salientar que o livro é ficção. A personagem principal é a Adolfine, irmã de Freud. Ela vai contar como o irmão Freud, a abandonou à mercê da morte e preferiu salvar outras pessoas, vai contar tudo o que passou no campo de concentração. As primeiras páginas são arrebatadoras, deixaram-me sem palavras de tão cruel que é a situação. Estranho é o que vem a seguir, Freud mostrava um amor imenso pela irmã qando estes eram mais novos, era o seu mentor ao contrário da sua mãe fria e infeliz que a desprezava.
Estou curiosa pelo desenrolar da história. Quero saber os os verdadeiros motivos de Freud a ter abandonado, a ela e às outras irmãs. Quero perceber os motivos da sua preferência quanto a ela. A escrita de Goce é envolvente, fácil e doce. Estou a gostar muito. Posso estar errada, mas acredito que este não é apenas mais um livro sobre o Holocausto.