Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

amulherqueamalivros

Sex | 25.09.15

Do livro Antes do Baile Verde, de Lygia Fagundes Telles

Cláudia Oliveira

 "— Acabou-se, não, Eduardo? Acabou-se. Nem água, nem flores, nem gente. Acabou tudo. Ele encarou a mulher que rodava a bolinha de miolo de pão num ritmo mais acelerado. — Não acabou, Alice, transformou-se apenas, passou de um estado para outro, o que é menos trágico. As coisas não acabam. — Não?"

Sex | 25.09.15

Dlog #144 | Três futuras leituras

Cláudia Oliveira

 

Pelos vistos vou comprar a Jane Eyre, de Charlotte Brontë na Fnac por 5€. Diz que vai vencer a votação do Clube dos Clássicos Vivos e eu tenho de aproveitar. Temos todos, não é verdade? Recomendam esta edição? 

 

Terminei de ler Os Enamoramentos, de Javier Marías. Muito bom. Vou terminar de ler o livro Antes do Baile Verde, da Lygia Fagundes Telles hoje. Estou a gostar, mas não acho que os contos sejam todos fantásticos. Gostei dos contos, até ao momento, Antes do Baile Verde, A Janela, Apenas um Saxofone. 

 

Entretanto já ando a pensar nas próximas leituras. Já escolhi três:

 

Frankenstein, Mary Shelley 

Vou ler para o Fórum Entre Pontos e Vírgulas,  tema do mês e leia mulheres.

 

Viagens na Minha Terra, de Almeida Garrett 

Só pela experiência. 

 

Jane Eyre, de Charlotte Brontë

Caso vença a votação até ao final do dia de hoje. Será uma releitura. Este  clássico é um dos meus preferidos de sempre. 

Sex | 25.09.15

Os Enamoramentos | Javier Marías

Cláudia Oliveira

Recomendo a leitura deste livro sem a informação da contra-capa. Não li nada sobre o livro, apenas vi a votação no Goodreads. Comprei este livro na Feira do Livro de Lisboa por indicação da vendedora presente na bancada da Alfaguara e de algumas leitoras que estavam a passar naquele momento, "este é muito bom!". 

 

O meu primeiro contacto com o Javier Marías foi com o seu livro de contos, Quando Fui Mortal. Simpatizei com a escrita e decidi que queria ler mais livros dele. Tenho mais um livro, Literatura e Fantasma, um livro de ensaios. Para o ano pretendo comprar mais um livro do Javier na Feira do Livro. 

 

María é uma editora, costuma ir todos os dias ao café tomar o pequeno-almoço. Diariamente encontra-se com um casal que observa e considera o casal perfeito. É um casal com uma empatia enorme. Transbordam felicidade e paixão. Um dia eles deixam de aparecer. Algo acontece. María vê-se envolvida nesta história. E mais não conto para não estragar a experiência de leitura a ninguém. 

 

O livro é narrado na primeira pessoa pela María. Os acontecimentos são surpreendentes até ao fim. As revelações deixaram-me de boca aberta apesar de nem sempre credíveis. Os questionamentos levantados neste livro acerca da moralidade, amor e ausência do outro são fabulosos. Nunca tinha olhado para a questão desta forma. E sou capaz de concordar com o Javier Marías em muitas coisas. 

 

Só não dei cinco estrelas (se isso for importante, o que não é) devido à repetição de alguns assuntos. O escritor repete-se um pouco. Algumas passagens podiam ser mais curtas para maior dinamismo da leitura. No entanto, adorei ler este livro. Foi uma experiência fantástica. Ainda não consegui deixar de pensar nesta história. Este escritor está capaz de tornar-se um dos meus preferidos. Ou é. 

 

 

Qui | 24.09.15

Li os dez livros das Crónicas Gelo e Fogo!

Cláudia Oliveira

IMG_1258.JPG

 

IMG_1261.JPG

Terminei a Maratona Gelo e Fogo. Foram cinco meses a ler esta colecção. Estou muito satisfeita por ter concretizado este desafio com sucesso. Muita dedicação do meu tempo ao George RR Martin. O melhor desta maratona foi a leitura conjunta com as outras participantes. Animadas e motivadas no inicio, mas só chegámos cinco até ao fim. Seis desafios para responder e um prémio final. Ansiosa para sortear o nome e anunciar a vencedora (ainda estão duas meninas a terminar, certo?). 20€ para gastar no site Wook ( patrocinado por mim ). 

 

O que não gostei desde dois últimos volumes? Foram os mais chatos, mais densos, mais confusos. Não gostei especialmente dos títulos que o George escolheu para os capítulos. O Tyrion e a Danny foram os mais chatos. Os melhores foram os capítulos da Cersei, Arya e Jon. E aquele final fez-me ficar a desejar o próximo volume. Para breve de preferência, tenho uma memória fraca no que dita a nomes e não queria reler estes volumes para ler o próximo.

 

O meu livro preferido da colecção é o primeiro original, o  primeiro e o segundo na edição portuguesa. Nestes livros apaixonei-me por esta história e ainda não tinha visto a série quando o fiz pela primeira vez. Tenho muita pena de ter visto a série toda antes de ler os livros. A essência de alguns personagens perdeu-se, a magia da surpresa em alguns capítulos também. Confesso que prejudicou a minha leitura no final da colecção.

 

A escrita do George nunca perdeu qualidade, a colecção continua óptima e recomendável. Personagens que nunca esquecerei. Uma história que não precisa de ser estendida até ao infinito, está na hora de preparar o final e encontrar respostas. Espero sinceramente um final digno para a Arya. Foi para mim a personagem que mais evoluiu nesta história. Comecei a gostar do Jon. Mil vezes o Jon dos livros. Preciso que o George seja justo (coisa que não acontece muitas vezes). Também não quero um final "felizes para sempre", não é isso. 

 

Fico mesmo feliz por ter lido esta colecção. O George foi o autor que mais li este ano. O meu preferido dentro do género, quem sabe um dia leia os livros do Tolkien e mude de opinião. Sugiro aos que não leram as Crónicas Gelo e Fogo a sua leitura.

 

Não sabes nada inocente, mas fica a saber que o Inverno está a chegar. Resta-me a sensação de dever cumprido e liberdade.