Publicado em 4 comentários

2016 / Desafios/Projectos Literários | Harold Bloom

Consiste em ler todos os livros citados no livro O Cânome Ocidental, Os grandes livros e os escritores essenciais de todos os tempos, de Harold Bloom. O autor levanta a seguinte questão: “o que o indivíduo que ainda deseja ler deveria tentar ler, a essa altura da História?” e propõe um guia para os grandes livros e escritores essenciais de todos os tempos.

 

Vou apenas indicar-vos alguns autores citados na lista. São várias obras, vários autores. Nem dá para contabilizar. A lista é extensa e está dividida por quatro partes:

A Idade Teocrática

Por exemplo: Homero; Ésquilo; Sófocles; Eurípides; Aristóteles; Esopo; Plauto; Ovídio; Santo Agostinho; Alcorão; Bíblia; As Mil e Uma Noites; …

A Idade Aristocrática

Por exemplo: Dante; Maquiavel; Miguel de Cervantes; Shakespeare; John Milton; Jonathan Swift; Daniel Defoe; Moliére; Voltaire;…

A Idade Democrática

Por exemplo: Eça de Queirós; Victor Hugo; Gérard de Nerval; Honoré de Balzac; Stendhal; Gustave Flaubert; Émile Zola; Jane Austen; Charles Dickens; Oscar Wilde; Nikolai Gogol; Dostoievski; Tolstoi; Walt Whitman; Kate Chopin; Henry James; Mark Twain;…

A Idade Caótica

Por exemplo: Alberto Moravia; Sophia de Mello Breyner; Marcel Proust; George Bataille; Albert Camus; Simone de Beauvoir; André Malraux; Marguerite Duras; Thomas Hardy; Somerset Maugham; H.G. Wells; Virginia Woolf; Samuel Beckett; James Joyce;Lawrence Durrell; George Orwell; Kafka; Thomas Mann; Robert Musil; Maximo Gorki; Ivo Andric; David Grossman; Amos OZ; Alejo Carpentier; Julio Cortázar; Gabriel Garcia Marquez; Chinua Achebe;  Salman Rushdie; Don DeLillo;…

 

IMG_4267.JPG

 

 

IMG_4269.JPG

IMG_4271.JPG

 

Vou tentar começar pelos livros que já tenho na minha estante e depois requisitar a maioria na biblioteca ou comprar em segunda mão. São títulos interessantes, livros que estão há bastante tempo na minha lista de futuras leituras. Este projecto não tem prazo para terminar. Estou super mega entusiasmada com este projecto. 

 

Deixo o convite, caso estejam interessados, para a participação de algum desafio/projecto literário citado neste blogue. 

 

Dou por finalizada a lista dos meus projectos/desafios literários para 2016

Que venha 2016!

3/3

4 comentários em “2016 / Desafios/Projectos Literários | Harold Bloom

  1. lol cuidado, não fique como eu quando iniciei o Projecto Cânone Ocidental: corria Ceca e Meca atrás de um Decameron, chegava a casa e punha mais um sinal à frente de um livro de Milton ou Kundera. O cânone é giro, mas pode diminuir a nossa atenção em relação à leitura dos não-canonizados (Eminescu e Kerouac, por exemplo). De resto, a única coisa que me chateia no Bloom é aquela mania de tornar Shakespeare o centro gravitacional da Literatura. Parece-me injusto, tanto para os que vieram antes (sobretudo Sófocles) e depois (Tolstoi, Kafka, Joyce, Hemingway…). Ah, também me chateia fazer de Borges, Neruda e Pessoa um tríptico (no fundo, está a dizer que são precisos três latinos para combater Whitman). Talvez ele me apodasse de ressentido, mas não importa 🙂
    Gosto muito do seu blog, felicidades.

  2. Não deve ter sido o mesmo desafio porque Kafka, Tolstoi e Joyce estão na lista.

  3. Sim, eu sei. Talvez o meu comentário não tenha sido claro: eu penso que Bloom, apesar de integrá-los na lista, não faz justiça ao seu mérito, desvaloriza-os perante Shakespeare. Os não-canónicos de que falei foram outros (Jack Kerouac e Mihai Eminescu não se encontram na lista).

    🙂

  4. Ele desvaloriza todos os autores perante Shakespeare. Eu não vou desvalorizar sobretudo porque gosto de vários autores que não constam na lista. Sobretudo portugueses.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.