Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

amulherqueamalivros

Qui | 11.08.16

Veja Mais Mulheres | Money Monster | Jodie Foster

Cláudia Oliveira

13901592_10154356671619323_2784379987596978864_n.j

 

Jodie Foster é a realizadora este filme. Um filme que cumpre o seu objectivo sem superar as expectativas. George Clooney e a Julia Roberts carregam este filme às costas até ao fim. Por acaso acho que o George Clooney não esteve extraordinário no filme. Como se não acreditasse no enredo, não sei. O filme foca num tema actual e necessário, para onde vai o dinheiro quando os investimentos correm mal? Podia passar-se em Portugal. Um maluco qualquer ir tirar satisfações com uma arma e uma bomba. Gostei do filme, mas não adorei. Não é memorável. 5*

Qua | 10.08.16

Um pouco de cinema com... Deadpool

Cláudia Oliveira

 

Não sei o que aconteceu, mas não achei assim tanta graça a este filme. Se calhar estava à espera de outra coisa. Ou então a culpa foi o filme de comédia espectacular que tinha visto anteriormente (The Nice Guys). Só sei que gostei do filme, mas que será um filme pouco memorável na minha lista de filmes vistos este ano. Acho que começa muito bem, mas depois perde-se. Fica confuso, as piadas deixam de funcionar. 6*

Ter | 09.08.16

Um pouco de cinema com...The Nice Guys

Cláudia Oliveira

 

Bons Rapazes é um filme de 2016. Passa-se na década de 70 em Los Angeles. 

 

Adorei as interpretações. A dupla Russell Crowe e Ryan Gosling funciona, existe empatia entre eles. O Ryan acabou por entrar para o meu top 3 de actores preferidos. A pequena Angourie Rice também desempenha muito bem o seu papel. Traz a doçura para o meio das cenas violentas. É muito querida e simpática.

Não costumo gostar de comédias mas esta fez-me rir, prendeu-me até ao final. Talvez o filme seja um pouco longo demais, sinceramente não me importei nada. Longe das cenas clichés, fui surpreendida várias vezes ao longo do filme. No entanto, o final é esperado e fez-me desejar uma sequela. 

 

Adorei. 8*

Seg | 08.08.16

Apenas Miúdos | Patti Smith

Cláudia Oliveira

IMG_2067.JPG

No Goodreads  

Minha pontuação 3*

 

A Patti Smith prometeu escrever a história dela e do fotografo Robert Mapplethorpe e cumpriu. Eles conheceram-se na década de 60 e nunca mais se largaram. Este livro é um livro de memórias de uma época onde a arte borbulhava por todos os lados com Nova Iorque como pano de fundo. Rock in Roll, poesia, fotografia, arte pelas palavras profundas da Patti Smith. 

 

Sou fascinada por filmes e livros onde a música está presente. Achei bastante interessante algumas partes sobre a amizade da Patti e do Robert. No entanto, este livro não foi nada do que estava à espera. Estava com algumas expectativas e não foram correspondidas. Pelos vistos só aconteceu comigo porque o livro tem criticas excelentes.  

 

Entre eles, havia um enorme respeito e ajuda mutua. Era notória a cumplicidade. Funcionavam muito bem como equipa.

 

"Se o Robert tomasse uma droga, eu tinha de estar presente e consciente. Se eu fosse abaixo, ele tinha de estar em cima. Se um estivesse doente, o outro tinha de estar sadio."

 

E as dificuldades que eles passaram? Imensas, de cortar o coração. O que eles fizeram pela arte foi amor. Isso foi incrível. Gostei imenso das referências literárias que a Patti faz ao longo de todo o livro. Servidão Humana é mencionado assim como vários outros títulos. A escrita é bastante poética e doce. Apesar da minha experiência de leitura não ter sido fantástica vou ler o seu outro romance. Ouvi dizer que tem mais indicações dos livros que ela gosta. 

 

Patti teve uma vida cheia de vida e pessoas fabulosas dedicadas à arte.  Este livro é um retrato fiel de uma amizade verdadeira e amor à arte.