“Uma Estranheza em Mim” | Orhan Pamuk

  Este senhor não sabe escrever um livro mau, nem razoável. Muito menos livros pequenos.    Orhan Pamuk começa a integrar a minha lista de autores preferidos da vida. Um lugar que alcançou apenas com o meu primeiro contacto com a sua escrita em “O Museu da Inocência”. De imediato decidi ler tudo escrito por ele. […]

Continue Reading

Lançamento | “Fazer as Pazes consimo Mesmo” | Saverio Tomasella

Escrito por um psicanalista este livro parece ter todos os ingredientes para me agradar. Saúde mental também é muito importante para viver uma vida equilibrada. Dia um de Março.    Sinopse Aprendermos a amar-nos é difícil. Exige paciência e tempo. É necessário conhecermo-nos a nós mesmos. É necessário termos orgulho de existir. É necessário aceitarmos […]

Continue Reading

Oscars | Apostas e desejos

Em relação ao melhor filme, o meu preferido é o “Moonlight”. Quero que vença, vou torcer com todos os dedinhos. O filme mexeu tanto comigo, emocionou-me, arrepiou-me, destruiu-me. Em segundo no top e preferências estão dois, “La La Land” e “Fences”. Um pela intensidade o outro pela carga emocional e interpretações. No final da lista estão […]

Continue Reading

Vou a um workshop de escrita criativa

É já este sábado! Estou empolgada. Já tirei há uns anos um curso de escrita criativa, mas sinto falta de reciclagem e de voltar à escrita. Como adorava desenvolver essa capacidade… Podem ler mais sobre o assunto no blog da Catarina Duarte e inscreverem-se, o que acham? Vale a pena quando a alma não é pequena. […]

Continue Reading

Um projecto lindo para Março

Desta vez venho divulgar o projecto  “Março Feminino”, criado pela querida (linda e maravilhosa) Sandra do blog “Say Hello to my Books“.Consiste em ler durante o mês de Março autoras e ver cinema realizado por mulheres ou focado em mulheres. A Sandra explica tudo no blog dela. Visitem! Eu vou participar e já estou a […]

Continue Reading

#Russialit Vou ler

    Este fim de semana o conto russo será o primeiro escrito pelo Fiódor Dostoiévski. “Gente Pobre”, de 1846. Ele tinha apenas vinte e cinco anos quando escreveu este conto. Estou curiosa para ver como começou este grande escritor. Alguém já leu? Alguém quer ler? Já preparei o ebook!     

Continue Reading