Olá leitor!

 

O blog chama-se A Mulher Que Ama Livros nasceu em Agosto de 2012 juntamente com o canal no YouTube. É o maior canal literário em Portugal, com mais de 3840 subscritores e 292 008 visualizações. Parece pouco, mas é um número imenso para quem está neste país. Escrevi o maior, mas nunca disse que é o melhor. Para mim é o melhor (para a minha mãe também), mas eu sou mega suspeita. O vídeo mais visto tem mais de 11 mil visualizações. Atualmente os stories do meu Instagram têm mais visualizações do que os meus vídeos recentes. De longe, o triplo. Facilitismos. Já o meu blog nunca deixou de ter leitores, nem caiu. Quem gosta, gosta, né?

Para além de leitora voraz, adoro escrever e passear. Tenho dentro de mim o desejo de descobrir o mundo. Conhecer lugares e pessoas é para mim a maior fonte de inspiração. Criei um Clube Literário dedicado aos clássicos da literatura, o Clube dos Clássicos Vivos para falar sobre livros com outras pessoas. Os encontros são de dois em dois meses. Adoro conversar, observar os outros e aprender. Defendo que os livros são a maior arma contra a ignorância e pode tornar o mundo um lugar melhor. Mas nem sempre acontece, a literatura não faz milagres.

O meu blog nasceu para espalhar o meu amor pelos livros. Acabou por transformar-se numa extensão de tudo o que eu sou. Até na parvoíce, vida como ela é. O meu estilo de vida e tudo o que eu acredito está espelhado em tudo o que partilho e na forma como escolho as minhas leituras. Este ano decidi que não vou estar a calar aquilo que eu quero dizer ao mundo. Se quiserem ouvir, fiquem.

Dedico parte do meu trabalho ao Bookstagram, e a todos os projetos envolventes relacionados com livros. Sou uma tola sonhadora. Para além do canal no YouTube (onde me dedico imenso, e quero que cresça sem comprar ninguém), página do Facebook e blog, Instagram é a rede social central do meu projeto.  Dali, consegues ir a todo o lado. Todos os caminhos vão dar ao Instagram, nunca ouviram dizer?

Este ano decidi ajudar quem pretende criar um projeto relacionado com livros devido às questões que me foram colocando nos últimos meses. Não foram muitas famílias, mas foram umas dezenas engraçadas super interessadas em receber livros de borla. O que eu acho que é uma péssima ideia para criar um Bookstagram.  As minhas dicas são válidas para quem quer um blog ou um canal no YouTube. Espero que te ajude. Força na caneta.

 

4 PASSOS SIMPLES PARA CRIARES UM BOOKSTAGRAM

 

  1. Escolhe o nome do teu projeto. Antes de escolheres pesquisa se já existe algum projeto com o mesmo nome. Procura em todas as redes sociais. Um conselho: o teu público é português, escolhe um nome português. Algo simples, fácil de verbalizar e identificar com o conteúdo.  Se vais falar sobre livros, convêm que o nome esteja associado.
  2. Cria uma conta no Instagram. A conta deve ter o nome do teu projeto e uma biografia simples. No meu caso tenho “Projetos e listas literárias”, tal como tenho no blog. Também podes inserir o link com vários links através do site lintree. É uma ferramenta muito útil para quem tem link de afiliado, blog e canal no YouTube. Caso não saibas, só podes ter swipe up nos stories quando tiveres 10 mil seguidores no Instagram.
  3. Sê leitor. Para desenvolveres um projeto relacionado com literatura precisas de ser leitor. Não queiras iniciar este projeto para receberes livros gratuitos. Tens de amar verdadeiramente os livros. Tens de ser um leitor ávido. Não és leitor porque tens um blog, és um blog porque és leitor.
  4. Tira as tuas próprias fotografias. Por favor, não uses fotos de ninguém sem dares os devidos créditos. É importante que sejas tu a tirar as fotos do teu projeto, para o teu Instagram (ou outra rede social). Cria o ambiente perfeito para as fotografias ficarem apelativas e bonitas. Inspira-te em perfis com o mesmo conteúdo.

saldos-billboard