O melhor de 2015, do Observador.