Publicado em 8 comentários

As Vozes de Marraquexe | Elias Canetti

IMG_8010.JPG

 No Goodreads

Minha pontuação: 4*

 

Todos os anos encontro autores que junto à lista de autores que preciso/quero ler a obra completa. O ano passado descobri a Chimamanda, Orhan Pamuk, George RR Martin, Elena Ferante e o Javier Marías. Este ano, posso dizer com toda a certeza, Elias Canetti entrou para esta lista. Búlgaro, Prémio Nobel da Literatura em 1981. 

 

Vozes de Marraquexe é um livro de viagens. Em 1952, o autor fez uma viagem com um grupo de amigos até Marraquexe e teve a brilhante ideia de transformar a sua experiência num livro. É um livro curtinho, tem 140 páginas mas condensa muito bem o melhor e o pior da cidade marroquina. 

 

No primeiro capítulo, Elias Canetti, desmistifica a ideia romanceada que temos dos camelos. Logo a seguir, mostra-nos os cheiros do mercado de especiarias e os observadores vendedores. A religião, a tradição, as regras do povo marroquino são mostrados com delicadeza. 

 

As mulheres e as crianças são retratos de ternura que o autor transforma em palavras. Elias Canetti tem uma enorme sensibilidade. Era um homem fantástico! Um homem respeitador, tolerante, humano e doce. Fala nos animais, nas mulheres e nas crianças com uma ternura sincera. Sabe transformar situações banais em momentos belos. Sabe apreciar o que os seus olhos conhecem pela primeira vez. Nunca coloca a cultura daquela cidade num patamar inferior às tradições do seu país. Respeita as diferenças. Isso é tão importante. 

 

Um livro singelo, muito bem escrito. Para leitores que gostam de ler sobre culturas diferentes. 

8 comentários em “As Vozes de Marraquexe | Elias Canetti

  1. Que interessante não conhecia este livro.

  2. Já na lista to-read…. especialmente por ser leve e rápido de ler 😀

  3. Vale a pena conhecer. Quero muito ler outros livros do autor.

  4. É um livro muito bem escrito.

  5. Já estive em Marraqueche e adoro a cidade. Mas acredito que para quem nunca lá tenha estado seja difícil imaginar o que se vive, sente e vê no terreno. Ainda bem que há livros destes 😉

  6. Você e essa mania de me fazer querer ler (três verbos em sequência? Tá ótima a redação…) tudo que você resenha. Esse livro deve ser interessantíssimo.

  7. Livros como este despertam os sentidos, a vontade de viajar e conhecer o mundo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.