Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

amulherqueamalivros

Ter | 19.01.16

Carol | Patricia Highsmith

Cláudia Oliveira

IMG_7451.PNG

 

No Goodreads

Minha pontuação: 4*

 

Desta autora li o livro de contos, Gatos. Lembro-me de ter gostado bastante. Ainda pretendo ler o seu livro mais famoso, O Talentoso Mr Ripley. Desta vez li Carol ( ou O Preço do Sal) para o projecto Ler Todos os Livros que Serviram de Adaptação para os filmes nomeados na categoria Melhor Filme e Melhor adaptação ao Oscar. Já assisti ao filme protagonizado pelas actrizes também nomeadas Cate Blanchett e Rooney Mara. 

 

Na capa diz que este romance serviu de inspiração para o clássico Lolita, de Nabokov. Acho que o autor se inspirou na diferença de idades entre o casal protagonista ou na sensualidade impressa pela autora neste romance.

 

O livro foi lançado através do pseudónimo Claire Morgan na década de cinquenta, só mais tarde Patricia Highsmith revelou o seu nome como sendo a autora do romance. No pós-escrito do livro, ela explica onde encontrou inspiração para esta história e como fez muito sucesso perante os leitores. Recebeu inúmeras cartas de pessoas que se identificavam com a história e como o livro tinha sido importante. 

 

O livro conta a história de amor de duas mulheres na década de 50, Therese de 19 anos e uma mulher mais velha chamada Carol, casada, com uma filha. As duas apaixonam-se após um encontro casual na loja onde Therese trabalha durante a época de Natal. 

 

No livro é notório o fascínio de Therese pela Carol. O deslumbramento inicial da descoberta da sua primeira grande paixão arrebatada por atracção e desejo. Fui conduzida e envolvida pela subtileza da autora até ao final. A narrativa transmitiu-me tranquilidade e sensualidade. Fez-me mergulhar nos conflitos pessoais das duas personagens. São personagens maravilhosas, muito bem construídas e desenvolvidas. Há uma evolução interessante em relação à personalidade de Therese, torna-se numa pessoa mais segura com o desenrolar do romance. É interessante ver a diferença nas atitudes das duas mulheres, devido à idade/maturidade/experiência de cada uma.  

 

O filme é uma excelente adaptação. As actrizes merecem um Oscar. Apesar de ter achado o filme mais chato do que o livro, recomendo a leitura e depois a visualização do filme. Mas a maioria não concorda comigo, preferem o filme e acham o livro chato. Pessoalmente, considero que são experiências diferentes, complementares. 

 

Gostei bastante. Recomendo a leitores que pretendem uma leitura para degustar com tempo e gostem de mulheres fortes na literatura. 

4 comentários

Comentar post