Publicado em 9 comentários

Clube dos Clássicos Vivos

 

 

 

A votação terminou no dia 25. O resultado foi um empate entre Lolita, de Vladimir Nabokov e o Jane Eyre, da Charlotte Brontë. Portanto, são os dois vencedores. Cada membro do Clube lê e discute o que quiser. Cada livro terá um topic disponivel para a discussão. 

 

Leitura: mês de Outubro
Discussão: de 1 de Novembro a 14 de Novembro (todavia, podem deixar os/o vossos/vosso comentários/feedback neste grupo ao longo da vossa leitura noutro topic que entretanto vou abrir).

 

 

Gostaria de saber quem pretende participar na leitura conjunta, qual dos livros escolheram e as vossas perspectivas.

 

Vou ler Lolita. Já li Jane Eyre. Estou com receio de não gostar, as minhas expectativas não são altas. Já ouvi e li muitas opiniões: a maioria considera este clássico um livro controverso. Nunca li nada deste autor. Muito curiosa como  tema focado neste livro. 

9 comentários em “Clube dos Clássicos Vivos

  1. Já o li há imenso tempo e lembro-me de na altura ter gostado da forma como o narrador vai descrevendo a sua obsessão!!! Se calhar hoje ia interpretá-lo de maneira diferente, não sei!

  2. Decidi ler o Lolita por duas razões.

    Primeira: o aspecto prático da coisa: foi o que consegui arranjar na biblioteca. Não é a mais importante porque já arranjei o livro usado, a bom preço para comprar.

    Segunda: eu estava a resistir ao livro pelo tema (pedofilia) sem ter alguma vez lido o livro ou sequer parte do livro. Para quem está a fazer um desafio literário cujo objectivo é sair da minha área de conforto e diversificar, a atitude pareceu-me, no mínimo, incoerente.

    Será Lolita.

  3. Devo ler o Jane Eyre, porque já li Lolita 🙂

  4. Vamos ver se consigo Jae Eyre emprestado. Tenho muita resistencia com Lolita.

  5. É um livro complicado. Para quem tem filhos, meninas particularmente, acredito que seja muito difícil de ler.
    Gostei muito da escrita e da forma como o livro nos faz ficar, em certos momentos, com pena dele (o personagem masculino), algo com que nunca imaginaria ficar ao ler este livro. Por outro lado, sente-se muita revolta e, eu pelo menos, fiquei a pensar como é que uma pessoa normal consegue escrever e descrever toda a situação.
    Por acaso gostava de relê-lo (já li há alguns anos), acho que na altura ainda era pouco madura para o ler. Fico a aguardar a tua opinião 🙂

  6. Vou para Jane Eyre. Já o tenho e posso começar já :).

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.