Nunca esquecerei a cena da morte no Carnaval. Foi hilariante! “Vai badamerda…”.