Publicado em Deixe um comentário

Curta | na página 161 de O Ano da Morte de Ricardo Reis

Nunca esquecerei a cena da morte no Carnaval. Foi hilariante! “Vai badamerda…”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.