Desafio Literário para 2014 – O Mundo: 12 livros, 12 receitas

 

 

Escolhe um país.
Um autor desse país.
E faz uma receita típica do país escolhido.

O primeiro desafio literário chama-se: O Mundo: 12 Livros, 12 Receitas (existe vídeo no canal)

Para quem é este desafio?

Para quem gosta de cozinhar e/ou provar novas receitas. E, claro, para quem gosta de ler.

Como funciona o desafio?

Todos os meses escolhes um país. Depois da escolha, escolhes um autor com a nacionalidade proveniente desse país e lês um livro dele. Após a leitura fazes uma receita típica do país que escolheste. Tira fotos para mostrar no teu blog ou gravas um pouco para mostrar em vídeo.

Posso repetir países? Não. A ideia é percorreres diversos países.

Qual é o objectivo deste desafio literário? Conhecer novos autores, novas receitas e ainda “viajar” um pouco pelo Mundo.

Posso participar? Todos podem participar. Gostava que me avisassem para eu ver as vossas receitas.

Quando começa? Em 2014.

Quando escolho os países? Podes escolher ao longo do ano, no início de cada mês ou antes do início do ano. Como preferires.

Tenho de fazer uma receita por mês? A ideia é essa mas podes adaptar como quiseres.

Bons desafios.

Boas leituras 🙂

Pode também gostar de...

4 comentários

  1. Olá, Cláudia!

    Conheci teu desafio através do blog http://resumodopera.blogspot.com.br/ que também está participando.
    Vou confessar, não gosto de desafios. Acho listas um tanto limitadoras, então sempre que tento começar logo no segundo mês já desisti.

    Mas o teu é diferente. Não delimita estilos nem autores, sendo portanto bastante flexível.
    Eu adoro cozinhar (estudei gastronomia durante um tempo) e sempre estou de olho nas comidinhas que aparecem nas histórias. 🙂 Gostei muito do desafio e resolvi que irei participar, dessa vez até o fim! Vou criar um blog só para esse desafio e divulgarei depois. 🙂

    Um outro motivo de ter achado teu desafio interessante é o “duplo desafio” que ele será pra mim. Há algum tempo descobri ter doença celíaca, uma intolerância total e permanente ao glúten. Vou ter que me virar para adaptar as receitas para versões sem qualquer derivado de trigo =p

    Vou começar a acompanhar teu blog, Cláudia. 🙂

    Um abraço do sul do Brasil!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *