Publicado em 14 comentários

Dlog #108 | Um filme, uma série, um livro, um vídeo, um blog, um post

Estou a ver Ex Machina enquanto passo a ferro. Estou a gostar imenso. Entretanto, tenho a primeira temporada de Gilmore Girls para assistir. Senti saudades. Quero ir ver Jurassic World ao cinema, talvez passe lá no fim de semana. 

Não sei se devo continuar a ler Gloriosa Família de Pepetela ou começar outro livro. Está a ser uma leitura muito lenta e sinto saudades de algo mais leve. Ainda vou na página 70, comecei o mês passado. É maravilhoso, mas lento. 

Amanhã, às 00:30, vai sair o vídeo com as últimas compras na Feira do Livro em Lisboa. 

No blog pessoal Cláudia Oliveira tenho sido destaque na página principal da Sapo. É uma honra. O único problema desses destaques maravilhosos é o nível de comentários deixados. Baixo nível. Já me mandaram para todo o lado só porque Deixei de Ser do Sporting. É assim que eu vejo o nível dos fanáticos. Aceito todos os comentários exceto os que me ofendem diretamente. E tenho respondido a todos, sem medo. Assumo aquilo que escrevo. O meu blog pessoal sempre me deu alguns problemas. No fundo, divirto-me. 

14 comentários em “Dlog #108 | Um filme, uma série, um livro, um vídeo, um blog, um post

  1. Também queria ver Gilmore Girls, acho que só vi uns episódios soltos.
    Este fim-de-semana também devo ir ver o Jurassic World ao cinema 😀

  2. Vi Gilmore Girls há muitos anos, quando dava na televisão. Queria rever para entrar no desafio dos livros da Rory (que já vi em vários canais e aqui no teu blogue também). Estou a ganhar coragem 🙂 Quanto aos comentários desagradáveis, pareces-me uma pessoa de estômago forte para aturar isso e muito mais 😉

  3. Eu também me preparo para rever as Gilmore Girls. Consegui comprar as primeiras 4 séries por €20.00. Excelente para as minhas férias.

  4. Se queres uma série que te “obrigue” a andar a pesquisar coisas em livros (ou na internet) existe uma de há muito tempo atrás. (são duas na verdade mas, só gostei de uma delas) Chama-se Pretender. Em vez de ser uma coisa sitcom ” é das melhores séries que foram feitas, porque mostra dezenas de profissões que muita gente acha muito simples de serem feitas e certas relações sociais que nós podemos viver e nem damos por isso.
    (a outra chama-se Profiler mas, é muito mais técnica e não aconselhável para menores de 25 anos de idade…)

    E, se tens possibilidade de escolher entre filmes, vê o Chappie . Sempre dá mais risota que o ex-machina (apesar de teres escolhido o que é mais técnico e, segundo os especialistas, mais possível).
    PS- Amanhã já voltas a ser do Sporting. Por isso não te preocupes com comentários sobre isso. (até estamos na altura que podemos ser só das selecções … ou da equipa de volley de praia)
    Só os homens com honra é que não mudam de clube durante toda a vida e, essa espécie, está em vias de extinção já desde os finais dos século passado.

  5. O mais importante é tu te divertires

  6. Por acaso pensei que os comentários iam ser piores quando fui lá ver. Alguns foram menos simpáticos, mas nada de mais.

    Mas também em Portugal já se sabe como é, podes falar de tudo e mais alguma coisa, mas quando o tema é futebol…

  7. Eu não aprovei todos os comentários, nem podia. Ias perceber… 🙂

  8. Excelente! Já vi seis episódios. São enormes! Mas adoro!

  9. Obrigada pelas dicas, acho que vou experimentar ver Pretender.
    Charlie não é muito o meu tipo de filme… Amei o Ex Machina. Mesmo. É top!

  10. Eu também não segui em condições mas já estou a tratar do assunto! 🙂

  11. Se arranjares as 4 séries e os 2 filmes, tens de ver por ordem. Há muita informação que vai surgindo em pequenos tufos. E, quando se pensa que é mais uma série romântica (estavam a começar a invadir as televisões americanas), descobre-se algo que já estava à vista desde os episódios iniciais.
    É uma série para veres com muita calma (e a crítica social ao estilo de vida americano, escapou na primeira onda, depois… até nos DVD´s existiram sítios que não os deixaram estar à venda porque “diziam mal da iniciativa privada ligada ao governo”). Só consegui arranjar uma versão editada em França em 2001. Porque os dvds americanos, custam uma pipa de dinheiro, por serem raros. (a versão que tenho foi obtida… não comprada)
    Toda a estória vai fazendo sentido até ao final… quando se descobre que certas conversas que mais pareciam aquelas conversas que ouves nos cafés e mais parecem discussões de miúdos a pensar “o meu é maior que o teu”, afinal eram verdadeiras.

    O profiler é um thriller psicológico. Daí ser muito complicado de entender por pessoas que não estão habituado aquele nível de linguagem e de psicologia. É excelente (e alguns professores ainda usam certos episódios para inspirar trabalhos universitários) para quem gosta de tentar perceber o que é a psicologia e sociologia aliados ás investigações criminais ou sociopatas .
    Algumas séries mais recentes (vários CSI e séries similares) foram buscar muita coisa a estas duas séries.

  12. Está difícil encontrar a série Pretender e o Profiler… Obrigada pelas dicas e pela explicação, fiquei com mais vontade de conhecer.

  13. São séries já bastante antigas. (São de 1996, há quase 20 anos… A miss parker é alguém que a maioria dos homens, que estão na casa dos 30-40 anos, suspiravam quando aparecia nas tvs . O Jarod era o concorrente directo do mcgyver no role dos galãs. A Sam era a “mãe jovem marrona que ninguém queria aturar em conversas, com a filha chica esperta ainda para piorar”)
    Do pretender tenho tudo… 30gb . Faltam é legendas para 2 das séries. Só as arranjei em Francês (que é a mesma coisa se fossem em chinês…). Do profiler tenho alguns episódios marcantes.
    Séries que falam mal da estrutura da sociedade americana, têm finais deste género e desaparecem de circulação “legal”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.