Dlog #119 | Começa muito bem

IMG_8221.PNG

 

O livro “Meia Noite e Dois” começou muito bem. Um ritmo espectacular nas primeiras cem páginas. Depois passou a pasmaceira. Um livro que prometia tanto, uma premissa espectacular. Acabei por saltar páginas e não consegui terminar o primeiro conto deste livro. Vou para o segundo. Um personagem psicopata acusa o seu autor de plágio. Outra premissa que promete. Não sei o que ler mais nesta semana temática para a Maratona Literária de Inverno: thriller, suspense ou terror. Ontem não tive muita vontade de ler. Ainda estou com A Laranja Mecânica na cabeça. 

Tenho avançado devagarinho com a leitura do livro A Amiga Genial de Elena Ferrante e estou a gostar bastante. Acho que ando com uma vontade louca de ler e-books outra vez. 

Pode também gostar de...

4 comentários

  1. Quando, há uns dias, anunciaste este como um livro que esperavas ler em Julho, fui procurar o meu exemplar à prateleira para recordar se: 1) já o teria lido e 2) teria gostado. Sim, já o li e a minha opinião sobre a primeira história é muito semelhante à tua: começa com uma boa ideia mas, algures, perde-se. Da segunda não me recordo. Não sei se isso é bom ou mau sinal…

    Eu simpatizo muito com o Stephen King. Acho-o um dos autores de top mais sinceramente despretensiosos e simpáticos – e há vários vídeos com ele no Youtube que não me deixam mentir. O meu problema é vários dos seus livros deixarem-me a sensação de começarem com boas premissas mas, algures lá no meio, tornarem-se um bocado patetas.

    Já agora: gostei bastante do Meia-Noite e Quatro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.