Dlog #12 |

IMG_0860.JPG

 

Ontem comecei a ler o livro “O Museu da Inocência” de Orhan Pamuk. Turco, vencedor do Nobel em 2006. Andava para ler há bastante tempo. Como venceu a sondagem do “primeiro parágrafo” ficou como leitura temática (o tema é amor) este mês. Guardei para o fim. Li três capítulos. Ainda hoje comentei, “acho que descobri mais um autor para a vida”. Assim como Saramago, Somerset Maugham, Sandoi Márai, Eliane Brum e Danna Tartt. Já não me acontecia há muito muito tempo.  Sim, um homem nesta lista. Se calhar é muito cedo para festejar. São seiscentas páginas. Ainda bem que não me deixei influenciar por opiniões negativas. Estou a gostar tanto tanto tanto.

Pode também gostar de...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.