Publicado em 5 comentários

Dlog #2 | Antes que a minha mãe chegue

Bem, vou escrever o dlog de hoje antes que a minha mãe chegue. Quando ela chegar não vai sobrar tempo nem espaço para escritas ou leituras. Se isto fosse o Facebook actualizava com um simples: “a sentir-se amada”, punha um boneco com corações nos olhos. Não é. Avé-maria, não é. Recebi uma visita inesperada. Tive as tarefas domésticas. E fiz um arroz doce bastante doce. Entre os sonos do miúdo li até ao capítulo oito do “Memorial do Convento”. Tão bom. A forma como Blimunda conhece Sete-Sóis é realmente mágico. 

 

Comecei um livro no Kobo, daqueles bem fáceis de ler. O protagonista quer cometer suicídio no primeiro paragrafo. Obvio que não vai morrer, o livro tem trezentas páginas. O livro está a fazer sucesso lá fora. Não se fala noutra coisa em alguns dos canais literários que eu sigo. Ainda não foi traduzido por cá. A capa é gira, não é?

 

 Vi, por enquanto, quinze minutos do filme “Dois dias,uma noite”. O filme tem criticas extremamente positivas e ainda está nomeado para os Óscares na categoria “Melhor Actriz”. 

 

 Bem, conto avançar no romance de Saramago e ainda ver o filme todo esta noite. Sonhos. 

5 comentários em “Dlog #2 | Antes que a minha mãe chegue

  1. Uma visita que se sente sempre em casa!

  2. Fico muito contente por isso!

  3. Quero ler Memorial do Convento! Vou emprestar na biblioteca na próxima semana para começar a leitura.

    A capa de Por lugares Incríveis é muito bonita 🙂

  4. Vale muito a pena! Estou adorar.

  5. Esse livro deve ser fantástico, o “Por Lugares Incríveis”, já ouvi falar tão bem dele, que o quero ler. Ainda não vi nenhuma opinião negativa sobre o livro. Demoram sempre tanto tempo a traduzir! =(

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.