Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

amulherqueamalivros

Banner billboard da campanha 50% desconto desenvolvimento pessoal
Sex | 29.05.15

Dlog #99 | Acontece-vos o mesmo? Digam que sim

Cláudia Oliveira

Se alguém for hoje à Feira do Livro compre O Crime e Castigo de Dostoievski  por 12 euros na Relógio d' Água Editores e envie-me se faz favor. Obrigada. Eu só vou para a semana. Não vai dar comprar a quantidade que costumo comprar mas vou tentar aproveitar as promoções. Ainda bem que não vivo ao lado da Feira, seria a minha falência. 

Hoje fui ao doutor, sempre que vou levo um livro diferente. Adoro-o porque "já li e gostei imenso" ou "está a gostar? tenho ouvido falar muito bem". O meu médico conhece-me, não só mas também, por causa dos livros. A menina dos livros. Normal. Recentemente fui a uma festa de anos, a maioria dos presentes está no meu Facebook. O que ouvi de meia em meia hora? "Esta rapariga está sempre a ler", "Tu lês imenso!", "Fogo, eu só leio um livro por ano, tu lês imenso", "Passas o dia a ler". Enganem-se se pensam que foi dito com um tom de aprovação. Pelo contrário. Tom de coitadaaaaaa,não faz mais nada na vida. É mais ou menos o mesmo que eu penso quando elas metem fotos de minis (cerveja). Não é só o que eu faço, mas somos sempre catalogadas por meia dúzia de fotos. Eu nunca julgo ninguém, nem ando sempre a questionar, "Tu bebes imenso", "Estás sempre a beber" ou "Quantas cervejas bebes por dia? Eu nem uma consigo beber". Contem-me, também estão sempre a ouvir isso? Aliás, o tom que usam convosco é o mesmo que usam comigo? Ou eu sou mesmo a rapariga esquisita do grupo e não se fala mais nisso? 

14 comentários

Comentar post