Publicado em 6 comentários

Do livro Viagens na Minha Terra, de Almeida Garrett

“Ora nesta minha viagem Tejo arriba está simbolizada a marcha do nosso progresso social:
espero que o leitor entendesse agora. Tomarei cuidado de lho lembrar de vez em quando,
porque receio muito que se esqueça.”

 

 

6 comentários em “Do livro Viagens na Minha Terra, de Almeida Garrett

  1. Esse era um dos terrores de leituras da escola. Assim como o Frei Luís de Sousa e A Aparição do Vergílio Ferreira. Nunca mais voltei a tentar lê-los já com olhos de “crescida”.

  2. Fantástica capa.

  3. Sublinhei precisamente a mesma passagem. E a anterior em que declara imodestia quanto à qualidade da obra.

  4. Foi exactamente por isso que decidi ler.

  5. Ele tem um lado bem humorado muito grande. Sinto que ironiza bastante e ridiculariza imenso os outros romances.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.