Filme | A Casa da Senhora Peregrine Para Crianças Peculiares

 

Gosto do Tim Burton, mas este filme mostra um Tim Burton desleixado. Não conseguia imaginar outro realizador  para este filme, mas fiquei extremamente desiludida. Ele conseguia fazer melhor. 

 

Não li o livro, mas nem está em questão se é fiel ou não. Interessa se o filme é bom, não é verdade? O filme é medíocre. Cenas clichés atrás de cenas clichés. Tem gráficos bons, fotografia bonita e felizmente tem o Samuel L. Jackson para salvar alguns momentos. 

 

Vamos aos actores. Faltou emoção em todos eles (excepto ao Samuel L. Jackson). Desde actores sempre com a mesma expressão, apáticos a olhares profundos numa tentativa falhada. Aquela Miss Peregrine foi um erro de casting. É tudo tão mecânico ( e não estou a falar nos relógios). Os poderes das crianças só foram usados quando alguém se lembrou que tinham poderes. No final, claro. Podia ter sido mais cedo, certo? A história não me convenceu nada! Tentativa de ser muito peculiar, mas acabou por ser vulgar. 

 

Situações curiosas: num momento a moça levita e consegue segurar-se nas folhas. Noutro momento, precisa de uma corda. Depois está descalça na praia, mas logo a seguir já tem as botas de chumbo outra vez. Pormenores que fazem toda a diferença. E aqueles dois gémeos todos enrolados? O poder deles  não necessita que estejam assim. Para não falar na rapariga que usa luvas porque as mãos dela aquecem muito, mas não derretem as luvas. E aquele que tinha meia dúzia ( ou mais) de corações nos bolsos para usar em momentos muito convenientes? 

 

Só houve um momento em que fiquei surpreendida. Um. Mas tenho uma boa noticia no meio disto tudo: não li o livro e a companhia era boa.

 

5/10*

Pode também gostar de...

10 comentários

  1. Fui ver o filme, ainda estou a pensar se gostei ou não. É estranho. Esperava mais deste filme…
    Ainda pensei em ler os livros mas a realidade é que deixei de ter vontade…

  2. Não vi o filme e não li o livro, e acredito que não irei fazer isto tão cedo. Percebi somente pelos trailers o que tu disseste sobre as cenas clichês… Temos uma menina que flutua no ar, vamos usar isso toda hora. Enfim, considero toda opinião e a sua está guardada e levarei em consideração quando puder ver o filme.

  3. O primeiro livro é,arrisco, bom. A peculiaridade das crianças está um nadinha baralhada – a menina que voa no livro não é a que voa no filme.

    Passo o spoil, fiquei de boca aberta a cena dos esqueletos… é que não havia necessidade…

    Faltou contenção ao Samuel L. Jackson – mas naquele filme, contenção não fazia parte do dicionário.

    Bem sei que para o Tarantino o pessoal (quase que) paga para trabalhar; para o Woody Allen, trabalham de graça; e para o Tim Burton, fazem-no por tuta e meia… mas o Samuel é um ator bom demais para tão pouco…

    Desgosto, minha amiga, um grande desgosto…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.