Lançamento | Oblomov | Ivan Gontcharov

Se não fosse o preço (28.80€), comprava-o. Lançamento dia 13 de Novembro. 

*

Sinopse

 

Illiá Ilitch Oblomov, membro da velha aristocracia latifundiária, é um preguiçoso. Habituado, desde a mais tenra idade, a uma corte de criados que lhe satisfaziam todos os desejos e necessidades, agora, trintão, é incapaz de fazer seja o que for. Passa os dias na cama, enrolado num velho roupão, rebolando de um lado para o outro, enquanto traça grandiosos planos de exploração agrícola que nunca põe em prática. A Oblomov contrapõe-se Stoltz, o enérgico, vigoroso e empreendedor alemão, seu amigo de infância, que procura salvá-lo do atavismo em que mergulhou.

No entanto, e malgrado os seus esforços, o apelo do sono suplanta qualquer vontade de viver e Oblomov acaba mesmo por trocar o seu grande amor pelo conforto do colchão. Este romance é um épico da preguiça, uma epopeia da pantufa, e Oblomov, uma personagem grandiosa digna de figurar entre as maiores criações literárias, como Ulisses, D. Quixote ou Fausto.

Pode também gostar de...

10 comentários

  1. Os livros da Tinta da China não costumam ser baratos, muito pelo contrário.
    Mas o livro (que já encomendei, apesar de o ter em inglês) não baixará de preço tão cedo, ainda para mais com a nova lei.

  2. Bem, o preço dos livros é relativo. Depende do bolso de cada um.

    Este é um belíssimo livro e traduzido por uma dupla extraordinária.
    Há quem dê 17 euros ou mais por livros escritos, a meu ver, por “escritores” medíocres. (não te ofendas, mas por exemplo o de um português sobre quem escreveste há pouco).
    Os livros desta editora não são dos mais baratos e apesar de ter livros e escritores inéditos, muitos vivem somente de marketing e de uma página de fb em constante update. Depois há as capas que são feitas de raíz, o que atrai muita gente.

    O livro é fabuloso e quem souber ler nas entrelinhas ainda mais o acha fabuloso.

  3. Quando disse que era caro referia-me ao meu bolso. Para o meu bolso é caro.

    Não considero nenhum livro de um autor português lido por mim medíocre.
    Seja o José Luís Peixoto, Afonso Cruz, Saramago, Eça de Queirós. Não li outro recentemente. Mas também acho que isso é relativo.

    Por trinta euros prefiro aguardar uma promoção. 🙂

  4. Para mim Peixoto é medíocre, mas são gostos.
    Cruz, Saramago nem Queiróz o seriam.
    Sim, percebi que era para o teu bolso, claro, daí me ter referido ao bolso de cada um.

    Mas não haverá promoção, para além dos 10% de novidade, que faz com que fique a 28 qualquer coisa. Também já me apercebi que os livros estão mais caros, ou será impressão minha, não sei. O que é certo é que temos livros que não chegam a 100 páginas a quase 15 euros, por exemplo.

  5. Sem dúvida, também reparei nisso. Livros com poucas páginas a um preço igual a livros com trezentas.

    No caso do livro do Peixoto, não paguei por ele. Li-o da biblioteca e custa na livraria 15€. 19€ está o livro do Rodrigues dos Santos e esse vende como chuva. Sim, são gostos. É relativo.

    Se não encontrar nenhuma promoção, acabo por ler o livro da biblioteca. Ou pedir como presente.

  6. Ainda bem que não te aborreceste. Ao ler o que se escreve não nos apercebemos/sabemos o tom, e por vezes dá azo a más interpretações 🙂

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.