IMG_1258.JPG

 

IMG_1261.JPG

Terminei a Maratona Gelo e Fogo. Foram cinco meses a ler esta colecção. Estou muito satisfeita por ter concretizado este desafio com sucesso. Muita dedicação do meu tempo ao George RR Martin. O melhor desta maratona foi a leitura conjunta com as outras participantes. Animadas e motivadas no inicio, mas só chegámos cinco até ao fim. Seis desafios para responder e um prémio final. Ansiosa para sortear o nome e anunciar a vencedora (ainda estão duas meninas a terminar, certo?). 20€ para gastar no site Wook ( patrocinado por mim ). 

 

O que não gostei desde dois últimos volumes? Foram os mais chatos, mais densos, mais confusos. Não gostei especialmente dos títulos que o George escolheu para os capítulos. O Tyrion e a Danny foram os mais chatos. Os melhores foram os capítulos da Cersei, Arya e Jon. E aquele final fez-me ficar a desejar o próximo volume. Para breve de preferência, tenho uma memória fraca no que dita a nomes e não queria reler estes volumes para ler o próximo.

 

O meu livro preferido da colecção é o primeiro original, o  primeiro e o segundo na edição portuguesa. Nestes livros apaixonei-me por esta história e ainda não tinha visto a série quando o fiz pela primeira vez. Tenho muita pena de ter visto a série toda antes de ler os livros. A essência de alguns personagens perdeu-se, a magia da surpresa em alguns capítulos também. Confesso que prejudicou a minha leitura no final da colecção.

 

A escrita do George nunca perdeu qualidade, a colecção continua óptima e recomendável. Personagens que nunca esquecerei. Uma história que não precisa de ser estendida até ao infinito, está na hora de preparar o final e encontrar respostas. Espero sinceramente um final digno para a Arya. Foi para mim a personagem que mais evoluiu nesta história. Comecei a gostar do Jon. Mil vezes o Jon dos livros. Preciso que o George seja justo (coisa que não acontece muitas vezes). Também não quero um final “felizes para sempre”, não é isso. 

 

Fico mesmo feliz por ter lido esta colecção. O George foi o autor que mais li este ano. O meu preferido dentro do género, quem sabe um dia leia os livros do Tolkien e mude de opinião. Sugiro aos que não leram as Crónicas Gelo e Fogo a sua leitura.

 

Não sabes nada inocente, mas fica a saber que o Inverno está a chegar. Resta-me a sensação de dever cumprido e liberdade.