Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

amulherqueamalivros

Seg | 02.11.15

Lolita | Vladimir Nabokov

Cláudia Oliveira

 

Este livro é incrível. Cinco estrelas, favorito, autor favorito da vida. Aliás, mais um.  

O que mais gostei neste livro foi a capacidade do autor em manipular o leitor. Quantas vezes pensei: isto é amor. Não é. É pedofilia.  Genial a forma como ele entra na nossa cabeça e a transforma ao longo da leitura.

Surpreendi-me imenso com a postura da Lolita quando o Humbert a vai buscar ao colégio após a morte da mãe. Também achei a morte da mãe bastante conveniente para a história. Quase que me fez revirar os olhos. Mais um  pequeno reparo a fazer: podia ter terminado mais cedo, no momento do grande reencontro, estendeu-se desnecessariamente. 

O protagonista está muito bem construído. Absolutamente bem construído. O facto do Nabokov conseguir escrever uma história com uma temática tão polémica deixou-me a cabeça à roda várias vezes. Afinal, é possível pensar como um pedófilo e não ser um? Pelos vistos, é. 

Quanto à narrativa, brutal! A escrita do autor é estupenda. As cenas pedófilos, descritivas, são muito nojentas e foi complicado gerir. No entanto, adoro desafios. Tive de parar algumas vezes para respirar fundo e conseguir continuar. 


Quanto ao filme, comecei a ver mas tive a sensação que a Lolita do filme seduz Humbert, ao contrário do livro. Não terminei de ver. 


Excelente leitura! Recomendo. 

2 comentários

Comentar post