Não te suporta mas nem sabes os motivos

Eu tento. Deixo um comentário, depois outro. Sempre simpática. Respondem-me com um smile. Um smile não é nada. Talvez o meu comentário tenha sido vago. Um smile só se justifica assim. Adiante. Volto e deixo um comentário elaborado. Simpático e elaborado. Recebo um smile ou nem chego a receber alguma coisa. Destaco a pessoa, escrevo sobre ela, no quanto me inspira, no quanto ela escreve ou fala bem, mostro a minha adoração. Sem querer dinheiro, vamos esclarecer. Quando gosto, talvez seja chata. Se calhar é isso. Ou as pessoas acham que queremos alguma coisa delas. A pessoa ignora-me novamente. Talvez não goste de mim. Talvez seja culpa dos meus gostos literários, de não ter concordado com alguma coisa. Ou simplesmente, não gosta. É permitido. Acabo por me cansar e nunca mais apareço. História da minha vida de booktuber e blogger. 

Pode também gostar de...

6 comentários

  1. Cláudia, você conhece a palavra em inglês “stalker”? Significa “perseguidor”. “Stalker” é alguém que persegue outra pessoa, que está sempre à espreita. Às vezes me sinto assim com alguns blogs e canais que me ignoram como se eu fosse uma pessoa insana, doente. Tanto que parei com isso. Agora só dou atenção a quem me dá atenção. Custa responder um comentário de vez quando?

  2. A internet é assim… por isso é que as redes sociais nasceram. Sempre permitem agrupar certos “interesses” dentro de um mesmo “blog”. E as pessoas ficaram todas contentes e aderiram.
    Agora já se começaram a fartar… fazem posts quando lhes apetece (ou dá jeito para algo) e estão feitos. Críticas, o botão de apagar está sempre disponível. Elogios, destacam-se. Agradecer? Dá muito trabalho.
    Não te chateies com isso… cada vez vais ver mais coisas dessas.
    E há os que acham que se perguntas algo é porque queres criar conversas… que não querem ter, porque são coisas arranjadas de outros lados que eles nem sabem 1% do que lá têm escrito.
    Por isso, não te irrites. Quando é preciso ignora… também se usa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.