O Ano da Morte de Ricardo Reis | José Saramago

 

Vou tentar descrever o que senti durante a leitura deste livro maravilhoso de José Saramago. O Ano da Morte de Ricardo Reis é absolutamente fantástico. Fez-me amar mais Lisboa, as pessoas e a vida. O escritor conseguiu surpreender-me ao longo da leitura e viver algumas semanas no ambiente característico do século XIX. A mentalidade do povo português pouco mudou. 

 

Ricardo Reis regressa do Brasil depois de estar dezasseis anos longe do seu país. O estranhamento inicial e a procura de um lugar para chamar de lar. Passear pelas ruas lisboetas pelo olhar do médico foi agradável. A paixão e o amor entre duas mulheres tão diferentes. Personagens femininas fantásticas. Quando estas mulheres roubam a cena ao protagonista são, sem dúvida, as minhas partes preferidas.

 

Li o livro de forma lenta como a narrativa pede. São expostos vários temas a partir das observações dos personagens e acontecimentos. Os diálogos entre Ricardo Reis e o seu criador deixaram-me fascinada com a forma brilhante como o escritor resolveu contar esta história. 

 

Imersa enquanto folheei as páginas deste livro. Mexeu com as minhas emoções e emocionou-me. Cinco estrelas. 

Pode também gostar de...

10 comentários

  1. Bom dia! Eu sou fã de Saramago, mas não li obra na íntegra. Este “Ano da Motre de Ricardo Reis” é um dos livros que ainda não tinha pegado (e o meu pai tem a coleção toda do senhor). Depois de ler este post fiquei curioso em também ver essa Lisboa do Ricardo. Beijinhos!

  2. Os livros que li (Livro do Desassossego, Mensagem, o poema Tabacaria) não teve influencia na minha interpretação deste livro do Saramago. O que realmente ajudou foi o que estudei na escola como a maioria sobre o heterogéneo Ricardo Reis. Mas o facto de não conheceres não muda muito, só que alguns factos ficam mais interessantes se souberes pequenos pormenores. Pelo menos é o que eu acho.

  3. Nesse caso não, mas conhecer um pouco do Fernando Pessoa é sempre uma mais valia.

    Eu era muito nova quando li e não tive maturidade para entender a sua grandeza mas lembro-me que fiquei fascinada com o livro. Identifiquei-me com algumas passagens. Gostei. Um livro que pretendo reler daqui a uns anos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.