Este mês foi rico em séries e filmes. Decidi partilhar convosco todos os meses. Não esquecendo que foi um mês muito produtivo porque estive 15 dias doente, com a família doente. Mal dormi. Intenso isto. No entanto, não pensem que deixo de ver ou ler porque tenho 4 miúdos. Era o que mais faltava, a única coisa que me mete à beira da loucura é não dormir. E nesse caso, as coisas ficam a marinar. Em vez de ver um filme de uma só vez, como as pessoas comuns, demoro dois ou três dias. Não preciso de justificar a minha vidinha por consegui fazer coisas, pois não? Todos conseguimos. Somos fortes.

SÉRIES, DOCUMENTÁRIOS E FILMES

Comecei o mês a ver Enfrentar o Gelo, uma série romântica perfeita para ver agora. Gostei o suficiente para ver até ao fim. O moço que faz par romântico é um ótimo motivo para assistir. Sonhei com ele e tudo. Nada de cenas eróticas, foi uma coisa leve. Suas mentes loucas. Na verdade, aquilo que mais gostei da série foi o facto de abordar questões como a bipolaridade. Mas por favor, não precisamos de mais nenhuma temporada.  Gostei, mas não tanto assim.

Depois foi a vez do Messiah. Um homem diz ser Jesus, e só descobres no final se é de facto uma grande mentira ou se ele é mesmo o filho de Deus. Eu fiquei presa até ao fim. Já estava quase a roer as unhas com tanto mistério. E gostei muito das interpretações. O meu coração queria muito que fosse Messias. Mais não digo. Não entendo porque ninguém está a falar desta série.

Acho que a minha série preferida este mês foi Sex Education. Foi a série que me meteu a falar mais sobre ela com amigos e familiares. É uma das séries mais importantes da atualidade. Ponham os olhos nisto. Atores normais, sem beleza extrema, como nós. Adoro os temas discutidos, tem assunto para uma nova temporada e é daqueles casos raros em que uma segunda temporada não estragou o que foi feito na primeira. Só melhorou. Adoro a cena do autocarro, o girl power. Fiquei a detestar o moço da cadeira de rodas. Acho que nunca tinha sentido tanto ranço por um personagem de uma série.

Eu adoro documentários sobre serial killers. Livros idem. Tudo o que esteja relacionado com crimes, mente humana, faz-me tanta confusão que preciso de assistir para acreditar que existem pessoas capazes de fazer mal a outro ser humano. Dentro deste tema vi o famoso e perturbador Don´t Fuck With Cats. Nessa noite nem consegui dormir. Não se vê as imagens chocantes, mas são descritas e a nossa mente é capaz de tudo. A série é muito boa. Uma pessoa começa a questionar imensas coisas. Eu pensei tanto que dei por mim a colocar vídeos em privado com medinho não sei do quê. Há malta muita fodida da cabeça, não há?

Também asssiti ao Killer Inside: the mind of Aaron Hernandez por recomendação de alguém no Instagram (sorry, não me lembro). Adorei. Para quem não conhece o caso do famoso jogador de futebol americano este é um documentário muito intenso também. Cada episódio tem novos factos sobre o caso. Fiquei com a sensação que ele é culpado de todos os crimes, mas talvez tenha sido um caso de vingança.

Para aliviar a cabeça tentei ver The Witcher (depois de ter lido o primeiro livro) mas acabei extremamente frustrada porque não gostei nada. O enredo pode ser bom, mas os cenários são tão fracos. E as interpretações tão medianas que uma pessoa não aguenta até ao fim. Vi 7 episódios. Não quero mais. Ninguém fala com aquele tom à extreminador numa peça de teatro. E aquela floresta? Nota-se tão bem que são cenários em estúdio. Nah. Seca desta vida. E sim, eu percebi o contexto no tempo e no espaço.

Assisti ao documentário Miss América porque sou fã da Taylor Swift. Queria ter visto outras coisas. Está mediano. Os temas abordados são todos rasos. As questões relacionadas com distúrbios, pressões, desilusões, trabalho, política são bons temas, mas precisavam de desenvolvimento. Vês uma Taylor mais segura e madura. Gosto disso. Com uma boa mensagem para os seus fãs americanos. Votem com juízo.

Por fim, na Apple + vi dois episódios de Little America, o primeiro episódio de The Morning Show e os dois episódios disponíveis do Oprah´s Books Club. Gostei de todos. Acho que são series com muita qualidade, no entanto não vou continuar com a assinatura. 

 

RESUMO

 

Enfrentar o Gelo 3/5

Messiah 3/5

Sex Education 5/5

Don´t Fuck With Cats 5/5

Killer Inside: the mind of Aaron Hernandez 4/5

The Witcher 1/5

Miss América 3/5

Little America 3/5

The Morning Show 3/5

Oprah´s Books Club 3/5