Quando eu tinha oito anos perdi o meu pai num acidente trágico. Quem me lê há uns anos sabe que ao longo de vários anos escrevi sobre ele nos meus blogues. Foi uma perda e ausência com um peso enorme na minha vida. Resolvi a questão há cerca de sete ou seis anos. Todos os meus relacionamentos, todas as minhas angustias e medos estavam ligados ao dia em que perdi o meu pai. A morte continua a ser um assunto que gosto de encontrar na literatura. Para ver reflectida essa parte da minha vida. Para remexer nas minhas memórias e descobrir mais um bocadinho sobre mim e os outros.

Recentemente cruzei-me com o livro do autor português Hugo Gonçalves, Filho da Mãe. O livro saiu em Abril, altura em que o comprei na Wook. Só o agarrei este mês. Em Novembro costumo comemorar mais um aniversário do projeto A Mulher que Ama Livros lendo literatura portuguesa com o o desafio Ler os Nossos. Todos os anos encontro uma das minhas leituras preferidas do ano em questão ou um novo autor marcante que acabo a recomendar a toda a gente. O mês ainda não terminou, mas aposto que este livro foi o tal livro preferido e autor super recomendado.

Qual foi a última vez que choraste a ler um livro?

O livro contém as memórias do autor relativas à morte da sua mãe. Hugo Gonçalves escreveu este livro para enfrentar a sua sombra: “…há qualquer coisa de desafio nesta procura, como se eu estivesse de novo no apartamento, uma semana após a morte, e entrasse em todas as divisões esperando encontrar a minha mãe.”. Temos de falar nas feridas para serem curadas, concordas? O autor passeia pelas várias recordações de uma forma sincera e tocante.

 

Foi um livro que me emocionou bastante. Qual foi a última vez que choraste a ler um livro? Chorei na sala de espera do hospital enquanto lia Filho da Mãe. Reacendeu algumas emoções contidas, trouxe-me de volta as saudades das pessoas que partiram e uma sensação de angustia relativa às pessoas que ainda não partiram. Mexeu na ferida sarada, abriu o baú das recordações de infância.

 

Escrito de forma visceral, é um livro que recomendo aos leitores que procuram um bom livro sobre luto e amor.

 

COMPRAR LIVRO