Planear 2016

 Entretanto já anotei os meus desafios literários para 2016. Brevemente partilho tudo convosco. É necessário ter em consideração os imensos livros da minha estante por ler e o nascimento da minha segunda filha. Vai depender muito da minha vontade, cansaço e vida a quatro. No entanto estou a pensar partilhar a minha rotina no snapchat (a malta quer é companhia, são muitos dias em casa). Em relação ao canal no Youtube estou a ponderar dar como encerrado, mas ainda não consegui decidir porque posso arrepender-me. 

25 Replies to “Planear 2016”

  1. Não a quero desanimar, mas a minha estante de livros por ler manteve-se intacta desde a chegada do segundo filho… não li nem um dos livros que comprei ou me ofereceram desde 2012 e já vão 3 anos!

  2. Olá, Cláudia!
    Acho que não deves encerrar o canal, não tens que prestar contas a ninguém, por isso, mesmo que não consigas atualizá-lo com frequência, podes sempre colocar um vídeo quando te apetecer ou tiveres disponibilidade.
    Tenho a certeza que vais continuar a ler muito depois do nascimento da Francisca, assim como continuaste a ler depois do Gustavo nascer. É uma questão de organização de tempo e tu já provaste que ler para ti é uma necessidade e por isso vira prioridade 🙂
    Mais importante que tudo, que a Francisca seja paciente e que aguente até à data desejada para que tu tenhas tempo para ler mais e uma barriga para apoiar o livro ahahah
    Tudo de bom.
    Beijinhos,
    Inês

  3. Não feches o canal no YouTube. Ele continua a fazer sentido como histórico porque há quem veja esses vídeos há procura de determinado livro ou fio condutor de leituras. Publiques ou não, és tu que decides.

    Quando comecei o diário de leituras escolhi o nome de forma muito intencional: é um diário, faz sentido para mim, tem o meu timming, tem as minhas escolhas e as minhas procuras. E definitivamente não tem uma agenda.

    Quanto a desafios para 2016, os meus já estão traçados e também passam pelas minhas estantes. E por falar nisso, é também um ano para decisões: preciso de doar mais livros ou comprar mais uma estante.

  4. Olá, Inês!

    a verdade é que ia ter imensa pensa em encerrar o canal e aposto que no dia que o fizesse ia sentir vontade de gravar um vídeo. Aliás, bastou falar no assunto… 😀
    Espero sinceramente conseguir a ter os meus momentos de leitura, mesmo que sejam em menos quantidade.
    Sim, o mais importante é que ela seja paciente, coisa que não se tem vindo a revelar, esta moça adora passear até ao hospital.
    Obrigada pelo comentário tão simpático e querido.
    Beijinhos 🙂

  5. Chegava a ler por mês entre 2 a 3 livros… agora nem um consigo! Não a quero desanimar espero que consiga continuar a ler e a manter essa paixão viva!

  6. Não pode cancelar o canal!
    É a única booktuber portuguesa que acompanho. Faça antes uma pausa, mas com a promessa que volta.
    E onde arranjou o caderno? Se puder partilhar claro. É muito giro.

  7. Querida Claudia,
    Muito já foi dito aqui acima nos comentários, mas eu também ficaria triste se encerrasse o canal d’A mulher que ama livros. Ele me fez companhia por muitas tardes e noites boas, e com ele descobri diversos livros que valeram a pena. É claro que a facilidade do snapchat desanima e desacredita o trabalhão que é postar um vídeo no YouTube…mas sempre que você sentir saudades e tiver disposição, ficaria muito feliz ao ver um novo vídeo seu lá! Repetindo: faça sempre o que seu coração pedir. Não se sinta obrigada a nada! Mas que faria falta, faria, querida. 🙂
    Um grande beijo,
    Laís

  8. Olá Laís,

    estive a pensar e vou apenas fazer uma pausa. Uma grande grande pausa. Pois estou com vários projectos em mente e vem aí outra crianças. E disseste tudo, o snapchat tira a motivação. Se sentir muita vontade publico um vídeo, quem sabe a Francisca seja calminha e eu tenha muito tempo livre. Obrigada pelo seu comentário, beijinhos. 🙂

  9. Como vais fechar o canal?
    Pronto, não tenho nada a ver com isso mas voto para não fechares.

    E não tenho qualquer dúvida de que vais conseguir continuar a ler quando a tua bebé nascer. Tal como não tenho dúvidas que eu vou sempre ter algum tempo para ler (nem que seja através de audiobooks). Eu não tenho filhos (ainda) mas toda a gente me diz: vais ver que depois deixas de ter tempo para ler. Tenho alguma dificuldade em explicar que eu nunca vou deixar de ter tempo para ler. Posso deixar de ter tempo para ir ao cinema, ver TV, ir ao Teatro mas nunca vou deixar de ter tempo para ler porque ler faz parte de quem sou. Simples como isso.

    Boas leituras

  10. Eu tento explicar isso às pessoas mas não vale a pena, só quem adora ler entende.

    “…nunca vou deixar de ter tempo para ler porque ler faz parte de quem sou.” É isto!

    Boas leituras.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.