Quando não gosto de um livro prefiro não falar ou escrever sobre ele. Principalmente para não desmotivar alguém que tenha o livro na estante. Confesso que não gosto de ouvir falar mal dos meus livros preferidos. Não é pessoal, mas quase. Sinto-o cá dentro, apesar de ter noção da realidade. Respeito, não ofendo quem tem uma opinião diferente da minha, mas preciso de uma justificação. Gostos são gostos. Não é preciso dar muita importância. Ler é uma experiencia pessoa, lembrem-se. Já li diversos textos onde a malta enxovalhava a escrita de José Saramago. Neste caso, mesmo educada, não regresso. De resto, pode ser.