Publicado em Deixe um comentário

“Orgulho e Preconceito” de Jane Austen

 

 

 

Decidi ler este livro há muito tempo atrás mas a edição da biblioteca era péssima e só voltei a arriscar quando comprei esta edição linda da Editora Civilização. Aconselho este edição para quem está a pensar comprar o livro. Demorei seis dias para terminá-lo, a leitura é feita de forma lenta. Este livro não com certeza o melhor livro para leitores de leitura rápida, é para apreciadores com paciência para uma boa historia.

 

 

O que conta este romance?

 

 

O romance conta a história de amor de Elizabeth e Mr. Darcy, na Inglaterra no XIX século . Como indica o título, ambos são levados a passar por cima dos seus defeitos e preconceitos para aceitar o amor. Existe também uma critica à sociedade inglesa naquela época. Mulheres preparadas e unicamente interessadas no casamento.

 

 

O que mais gostaste?

 

 

Dos personagens. Adorei Mr. Darcy, nunca consegui odiá-lo. Gosto imenso de personagens misteriosos, caixas de surpresas. Ele encantou-me. Adorei o pai de Elizabeth, é o pilar daquela família, diz sempre as coisas certas. Acho que Jane Austen consegue construir muito bem todos os personagens, tornando-os humanos, com defeitos e qualidades. A história tem imensos personagens, dá um belo retrato da sociedade daquela época.

 

 

A história de amor é muito bonita. Romper com os preconceitos e aceitar a chegada do amor é o momento alto do casal protagonista. O orgulho cega-nos. Não nos deixa aceitar a verdade. Ela, mais que ele, luta contra si mesma e quando percebe que está apaixonada sente-se aflita, com medo de aceitar os seus sentimentos. Ela tira conclusões precipitadas em relação ao carácter do Mr. Darcy. Nós também somos levadas ao engano.

 

 

O que menos gostaste?

 

 

A narrativa é lenta. Foi difícil para mim entrar no romance. Arrastei até à página cem. Depois, comecei a gostar, acabei por ficar rendida no final. É o único ponto menos positivo, mas faz parte das características da autora.

 

 

Mrs. Bennet é a personagem que mais me irrita ao longo desta história. Está permanentemente obcecada com o casamento das filhas e com o dinheiro dos genros. Acho-a fútil e extremamente irritante. Contudo, é uma personagem crucial nesta história.

 

 

Recomendas o livro?

 

 

Sem dúvida. É um clássico muito bem escrito. Recomendaria sobretudo a apreciadores de clássicos e histórias de época. Outra recomendação é o filme, que apesar de inferior, está muito bonito.

 

 

Conclusão

 

 

Que história maravilhosa! Estou completamente rendida depois de tanto resmungar com a lenta escrita de Jane Austen.

 

Publicado em 2 comentários

Maratona Literária – “Adeus 2013”

 

 

Vou participar neste iniciativa da Catarina e da Silvana.

 

 

A maratona consiste num desafio pessoal de leitura. Estive agora a preparar as minhas escolhas para estes dias. Decidi escolher três livros. Vou conciliar o trabalho, tarefas domésticas, gravidez e leituras.

 

 

 

 

 

 

“Orgulho e Preconceito” de Jane Austen

 

 

Estou na página 136. O livro tem 359. Faltam 223 páginas para chegar ao fim. Tenho tido algumas dificuldades em avançar com esta leitura.

 

 

“A Misteriosa Mulher da Ópera” de vários autores

 

 

Super curiosa em relação a este livro. Adoro a capa e o facto de saber que tem Afonso Cruz e David Machado aguça a minha curiosidade. Tem 297 páginas.

 

 

“A Casa com Alpendre de Vidro Cego” de Herbjorg Wassmo

 

 

Criticas extremamente positivas em relação a este livro fez-me querer comprar este livro. Faz parte de uma trilogia. Tem uma capa maravilhosa. Contém 271 páginas.

 

 

A maratona está quase a começar. Estou pronta para os mini-desafios e leituras.

 

 

Publicado em 2 comentários

“Orgulho e Preconceito” de Jane Austen – Impressões às primeiras 40 páginas

 

 

Um dia, alguém me recomendou o livro “Orgulho e Preconceito”. Adoro clássicos, e de tanto ouvir falar bem deste livro fui de imediato à biblioteca requisitar. Comecei a ler aquele livro de capa vermelha super entusiasmada. Logo na primeira página percebi que aquela edição não valia nada. Estava cheia de erros, frases mal traduzidas. Desisti, e prometi comprar uma edição só para mim para voltar a tentar.

 

 

Quando se ofereceram para me enviar o livro “Orgulho e Preconceito” por correio nesta edição de capa amarela por cinco euros não recusei e inseri o livro na lista de próximas leituras.

 

 

Estou no capítulo X, sinto-me desiludida. Ainda não estou rendida ao romance. É claro que não vou desistir da leitura, pretendo chegar ao fim, pois acredito que a leitura se vai tornar melhor daqui a umas páginas. Espero fervosamente que sim.

 

 

Não gosto muito dos protagonistas nem de todo o alvoroço formado em torno do Mr. Darcy. Elizabeth parece-me muito inteligente e espero que ela não me desiluda. O ritmo da narrativa é lento. Ainda aconteceu tão pouco.

 

 

Espero mudar de opinião e terminar este livro com outra opinião sobre ele.