“AS VINHAS DA IRA” | JOHN STEINBECK

    “As casas no campos, tinham sido abandonadas, e os campos consequentemente, também haviam sido abandonados. Somente nos depósitos dos tractores, cujas chapas onduladas brilhavam como prata polida, havia vida e esta vida era alimentada com metal, gasolina e óleo, enquanto os discos das charruas reverberava ao sol.”     “Os ratos entravam e acumulavam […]

Continue Reading