Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

amulherqueamalivros

07.08.18

AS MINHAS SÉRIES PREFERIDAS

Cláudia Oliveira
 Acompanhei poucas séries do inicio ao fim. Não sou de todo a maluca das séries (prefiro os livros), mas quando gosto muito mantenho-me fiel e atenta. Ao longo da vida fui vendo alguns episódios soltos de algumas séries, fui desistindo de outras pelo caminho. Também já aconteceu ficar por uma temporada e não sentir a mínima vontade de ver a segunda temporada com medo de ver estragado o que tinha sido feito. Hoje partilho as séries que eu vi do inicio ao fim. Ou seja, gosto (...)
18.04.18

4 LIÇÕES QUE APRENDI COM A CASA DE PAPEL

Cláudia Oliveira
Ainda não viram a série mais viciante do momento? Não imaginam o que estão a perder. Eu devorei a série, em três dias, tal foi o vicio. Vejam, os primeiros três episódios são razoáveis, mas acabam por criar uma espécie de amizade com os assaltantes, e não conseguem parar até descobrir como é que eles vão sair da Casa da Moeda (se é que vão sair). Ah, já sabem que a Netflix vai produzir a terceira parte? Pois é, saiu a notícia durante a madrugada. Não era preciso, mas (...)
27.04.17

VEDA #27 #GIRLBOSS

Cláudia Oliveira
    Depois de ler o ebook escrito pela Sophia Amoruso, decidi ver a recente série da Netflix, "Girlboss". 13 episódios bem humorados. Diverti-me muito. É uma série divertida e leve. Ideal para quem está a fazer VEDA. Neste vídeo falo um pouco  sobre o livro e comento a primeira temporada completa. Com spoilers.   goodreads twitter 
06.03.17

"Só mais um episódio" | E a série "This is Us"?

Cláudia Oliveira
 Primeiro emocionei-me, depois quando percebi a ligação fiquei ainda mais encantada. Vi dois episódios, o melhor de tudo é que tenho uma quantidade jeitosa para ver ainda. A série saiu dia 27 de Setembro do ano passado e tem 18 episódios só na primeira temporada. Obrigada! Já li por aí que está a ser um enorme sucesso. Acredito. Adoro quando encontro histórias assim, com personagens interessantes e cheios de camadas. Recomendo, recomendo muito. Não vou contar nada para não (...)