Publicado em 2 comentários

Veja Mais Mulheres | Bicho de Sete Cabeças | Laís Bodanzky

 

Laís Bodanzky, a directora deste filme, brinca com a câmara de forma a tornar a experiência de quem está a ver o filme mais agoniante e claustrofóbica. A banda sonora, em alguns momentos, ajuda a intensificar o drama. Durante o internamento do Neto na clínica psiquiátrica, senti uma constante agonia. Por causa dos maus tratos, da indiferença dos pais e sofrimento do próprio Neto. Incomodou-me. Chocou-me. 

 

O filme é bastante forte e denuncia uma realidade (será? gostava de pensar que não) vivida dentro das clínicas psiquiátricas no Brasil (ou no mundo inteiro). Os tratamentos à base de comprimidos que em vez de ajudar, pioram a situação do paciente. A relação do Neto com os pais também não é a melhor. O pai é insuportável, só está preocupado com o que os outros vão falar. Quantos pais são assim? É um bom filme, foi uma experiência sensorial do começo ao fim. 

 

O actor Rodrigo Santoro está perfeito para o papel de Neto. Gostei bastante da sua entrega. Transmitiu as emoções de forma muito realista. 

 Já viram? Gostaram? 

O filme está disponível no Youtube. 

2 comentários em “Veja Mais Mulheres | Bicho de Sete Cabeças | Laís Bodanzky

  1. É um dos meus filmes favoritos. O Santoro está impecável nele.
    Essa foi a realidade das nossas instituições psiquiátricas durante muitos anos. Ainda bem que não mais.
    Mas recentemente a comunidade médica tremeu pois um antigo diretor de uma dessas clínicas foi nomeado para coordenador da Saúde Mental aqui no Brasil, foi um reboliço. Infelizmente, parece que os esforços e protestos para revogar a nomeação foram em vão.
    Aguardemos. 🙁

  2. Esse filme é incrível. Realmente, dá uma angústia tremenda.
    Ótima escolha! 🙂

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.